quarta-feira, 11 de julho de 2012

SALMO 23:1b -NADA ME FALTARÁ - SERMÃO 002


Resultado de imagem para nada me faltará

Esse artigo é parte da série "O Senhor é Meu Pastor do Salmo 23" e é muito recomendável que o leitor procure conhecer todos os aspectos das verdades contidas nesse Salmo, com aplicações para os nossos dias. No final do artigo você encontrará uma lista de todos os artigos dessa série.

Texto: Salmo 23:1b

Introdução.

• Na mensagem anterior nós tivemos oportunidade de falar acerca do Senhor. Vimos que Ele é:

 אֵל עֶלְיוֹן – El Eleyon – Deus Altíssimo, o Criador e aquele que possui os céus e a terra.

 אֵל שַׁדַּי – El Shadday – Deus Todo-Poderoso e, como tal, ele é capaz de prometer e cumprir tudo o que promete.

 Mas, acima de tudo ele é o יהוה - YHVH – que é traduzido como SENHOR, mas é melhor representado pela expressão ETERNO. Esta frase reflete, mais que qualquer outra a intensidade do nosso RELACIONAMENTO com o Deus ETERNO.

• Davi, que era pastor de ovelhas, entendia que esta expressão, ETERNO, era, entre todos os nomes de Deus, a melhor possível para expressar também o cuidado pastoral de Deus. Foi por este motivo que ele escolheu esta expressão hebraica יהוה – YHVH, que é traduzida em nossas Bíblias na Versão de Almeida Revista e Atualizada como “SENHOR”.

• Por este motivo o Salmo 23 inicia com estas majestosas palavras: O SENHOR é o meu pastor.

• A seqüência ou conseqüência lógica do SENHOR...

 O ETERNO...

 O Deus Altíssimo...

 O Deus Todo-Poderoso ser o pastor de Davi é que...

Nada me faltará.

I. Qual é o significado da Expressão “Nada me faltará” do ponto de vista da Etimologia ou do Dicionário?

• A expressão hebraica אֶחְסָר – echsar – significa: faltar, estar sem algo, decrescer, estar faltando algo ou ter uma necessidade. Com a partícula negativa “não” o sentido fica invertido: nada falta, não existe necessidade não satisfeita, nada decresce.

• Partindo desta definição etimológica, nós podemos dizer que a expressão: “nada me faltará” significa: não sofrer deficiência ou falta de nada e, neste sentido a referência direta é feita a: carinho, orientação e cuidados. Isto quer dizer que aquele que está sob os cuidados do SENHOR: não deseja nem anseia por nada.

II. Como Davi Entendia Esta Expressão.

• A vida de Davi é uma verdadeira epopéia. Um dia, Deus permitindo, gostaria de expor a mesma para vocês. Enquanto isso, vamos analisar alguns poucos aspectos da sua história:

 Davi foi escolhido por Deus para ser rei sobre o povo de Israel quando ele era pastor de ovelhas – ver 2 Samuel 7:8.

 O problema é que já havia outro rei em Israel, Saul.

 Davi matou o gigante Golias e isto o tornou muito famoso. Na cantoria popular, enquanto Saul era louvado por matar os seus milhares, Davi era louvado por matar dezenas de milhares.

 Saul, tendo tomado conhecimento de que Davi fora ungido rei e que sua fama era bem maior que do próprio rei, começou a persegui-lo e desejava matá-lo.

 Por um longo período Davi teve que fugir de esconderijo em esconderijo e de cidade em cidade.

 Um dia, fugindo de Saul, Davi ficou sem opções e acabou entrando na cidade de Gate. Esta era a cidade do gigante Golias, que ele havia matado. Para escapar de ser morto ele fez cara de louco e deixava a saliva escorrer por cima da sua barba. Sua performance foi tão boa que Laquis, o rei de Gate mandou dispensá-lo, mas esta foi por bem pouco - ver 1 Samuel 21:10—15.

 Além disso, Davi teve duas oportunidade para matar Saul e assumir o trono, mas não se atrevia interferir nos planos de Deus e, mesmo em meio a muito sofrimento e perseguição, aguardou o tempo de Deus e manteve sua confiança no Deus que lhe prometera: tu serás rei sobre Israel.

 Apenas esta pequena parte da história de Davi, já é mais que suficiente para nos mostrar que: apesar de Davi ter experimentado extrema privação e pobreza, dificuldades sérias e profunda angústia de espírito, ele ainda afirmava: porque o SENHOR é meu pastor, nada me faltará.

• Ora, a vida de Davi e sua afirmação, parecem contraditórias. Mas elas apenas “parecem” como tal. No fundo temos que entender como ele percebia as dificuldades que enfrentava na vida e a partir daí, buscarmos compreender o que ele queria dizer por: NADA ME FALTARÁ.

• Para Davi, o cuidado de Deus não se manifestava na falta de dificuldades, nem na ausência de problemas e muito menos na existência de uma vida doce e tranqüila e sem sustos.

• Não. Para Davi o cuidado de Deus se manifestava em meio a todas as circunstâncias da vida, fossem elas boas ou ruins, da perspectiva humana. As circunstâncias, para Davi, eram secundárias. Para ele, o que era importante era a presença de Deus em sua vida.

• Ele sabia que o SENHOR cuidava de suas verdadeiras necessidades e, por este motivo, podia ele podia afirmar: O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.

III. Quais São as Implicações Desta Verdade para as Nossas Vidas?

• Em primeiro lugar é importante aprendermos a manter uma visão equilibrada da vida Cristã.

• “Um dos enganos mais comuns entre os cristãos de hoje é que, se alguém está prosperando materialmente, isto seria um sinal de que tem as bênçãos de Deus sobre sua vida. Tal não é verdade.” – Estas palavras foram escritas por Phillip Keller em 1970!

• A grande verdade é que a ausência de dificuldades financeiras, de problemas de saúde, de dificuldades nos relacionamentos ou de perseguição por causa da nossa fé, fazem com que nos afastemos de Deus, e nunca o contrário. Com isto não estou fazendo referência a freqüentar uma igreja ou comunidade. Você pode estar aqui e, ao mesmo tempo, estar a quilômetros de distância da verdadeira comunhão com Deus.

• Quero ilustrar o que estou dizendo por chamar sua atenção para uma passagem das escrituras que descreve a verdadeira condição de uma igreja próspera e rica: ver Apocalipse 3:14—22. A prosperidade material, de fato, pode ser um terrível empecilho, até mesmo para a salvação de uma pessoa – ver Marcos 10:17—22. Nunca iremos nos libertar das poderosas palavras de Jesus quando disse: Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas — Mateus 6:24.

• Por outro lado, quero também lhes mostrar, mediante outra passagem da bíblia que a presença de dificuldades, de problemas, de lutas e etc, servem, na realidade, como uma coroa gloriosa sobre nossa breve passagem por esta vida – ver Hebreus 11:32—38.

• Jesus disse o seguinte: Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo - João 16:33. E quem é Jesus? Jesus é o nosso Bom Pastor. Pouco importam as aflições. O Que é realmente importante é a presença constante do Bom Pastor em nosso meio.

Conclusão:

1. De que maneira nós podemos combater todas as mentiras que estão neste mundo?

• As mentiras das propagandas que nos dizem diuturnamente que a felicidade está em possuir bens materiais.

• As mentiras religiosas que nos dizem que Deus deseja nos fazer prosperar materialmente, ter saúde perfeita, viver relacionamentos 100% harmoniosos e, por fim, ainda herdar a vida eterna.

A única maneira de responder a estas mentiras é: aprofundar a entrega das nossas vidas no nosso relacionamento com Deus que é nosso pastor e cuida efetivamente de nós.

2. De repente, enquanto preparava este sermão me veio à mente a seguinte idéia: Faz sentido, quando nossas contas bancárias estão com dinheiro ou nossas dispensas repletas de mantimentos, pedirmos a Deus: o pão nosso de cada dia nos dá hoje?

3. Cada um de nós precisa analisar sua própria vida com muita seriedade. Semana passada perguntamos: o SENHOR é o teu pastor? Hoje queremos perguntar: você confia no cuidado do SENHOR? Como Davi, você pode dizer, mesmo em meio a dificuldades, problemas e perseguições: “nada me faltará”?

4. O apóstolo Paulo nos diz em Romanos 8:28: Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. O bem aqui mencionado não é a ausência de dificuldades, não é a ausência de enfermidades, não é a ausência de perseguição, não é a falta de necessidades materiais. O bem aqui mencionado é o crescimento espiritual. É a certeza, mesmo em meio das maiores dificuldades, que Deus cuida de nós. Paulo não deixa nenhuma dúvida acerca daquilo que ele está falando nos versos seguintes – ver Romanos 8:29—39.

5. Existe uma diferença entre o Bom Pastor e o impostor. O impostor, seja ele quem for, não está interessado no verdadeiro bem estar das ovelhas. Seu interesse se resume em se aproveitar do rebanho. E isto constitui a figura exata dos homens dominados por terríveis feitores tais como: Satanás e o pecado. Estes vivem em um aprisco miserável e sentem falta de tudo.

6. Por outro lado, se você está seguindo o Bom Pastor, você tem motivos de sobra para afirmar com convicção: Porque o SENHOR é o meu Pastor, nada me faltará. Quando confiamos no senhorio de Cristo sobre nossas vidas somos capazes de encontrar verdadeira satisfação.

7. Satisfação ou contentamento devem ser a marca do todo homem e toda mulher que deixou todos seus problemas e cuidados nas poderosas mão de Deus.

8. Nao próximos estudos estaremos falando muito sobre como o cuidado de Deus se manifesta de maneiras bem práticas e evidentes.

Termino com as palavras de Salmos 68:19: Bendito seja o Senhor que, dia a dia, leva o nosso fardo! Deus é a nossa salvação.Que Deus abençoe a todos.

Outros Estudos Dessa Série Podem ser encontrados nos links abaixo:

Outros Estudos Dessa Série Podem ser encontrados nos links abaixo:
001 – O SENHOR É O MEU PASTOR =

002 – NADA ME FALTARÁ =

003 – ELE ME FAZ REPOUSAR =
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2012/08/salmo-232a-ele-me-faz-repousar-sermao.html

Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis


PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário