sábado, 15 de dezembro de 2012

MAIS MENTIRAS DOS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA

Resultado de imagem para Quadro de Pieter Bruegel, o Ancião:Um Cego Guiando Outros Cegos
Quadro de Pieter Bruegel, o Ancião:Um Cego Guiando Outros Cegos 

Existe um cidadão chamado Waldecy Antonio Simões, o qual sem ser solicitado, periodicamente me envia um e-mail com o bombástico título de: O mundo cristão foi levado a gigantesco erro bíblico.

Esse indivíduo, totalmente sem pudor e da forma mais desavergonhada possível, pretende ter descoberto o caminho para as Índias, com 500 anos de atraso!

Em seu patético, porém longo artigo, ele prova que não entende nada acerca das Escrituras Sagradas e pretende provar, manipulando a Palavra de Deus sua própria alucinação.

Segundo esse autor a Lei da Antiga Aliança e a GRAÇA da Nova Aliança de Deus precisam ser mantidas, lado a lado, mesmo nos dias de hoje. Defende ainda a prioridade da Lei sobre a graça. Para provar seu ponto ele cita a narrativa bíblica do homem rico que diz:

Marcos 10:17—23

17 E, pondo-se Jesus a caminho, correu um homem ao seu encontro e, ajoelhando-se, perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna?

18 Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom senão um, que é Deus.

19 Sabes os mandamentos: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, não defraudarás ninguém, honra a teu pai e tua mãe.

20 Então, ele respondeu: Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude.

21 E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me.

22 Ele, porém, contrariado com esta palavra, retirou-se triste, porque era dono de muitas propriedades.

23 Então, Jesus, olhando ao redor, disse aos seus discípulos: Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas!

Nosso autor insiste em dizer que as palavras de Jesus tornam obrigatória nossa obediência aos dez mandamentos, apesar de ele estar interessado apenas em um, que é a guarda do sábado.

O que nosso autor perdido não entende ou não quer entender é que tudo foi modificado pela vida e morte de Cristo. Enquanto Cristo estava vivo Ele ainda se encontrava sob as normas da Antiga Aliança e devia cumprir a mesma e insistir em que fosse cumprida. Mas depois da morte do Senhor, acompanhada de sua gloriosa ressurreição a posição muda, por completo, pois Paulo nos diz:

Romanos 10:4

Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê.


Aqui quero destacar duas coisas:

1. Em primeiro lugar quero deixar bem claro que a expressão grega τέλοςtélos — traduzida por “fim” significa: fim, término, o limite no qual algo deixa de ser. Note bem: O LIMITE NO QUAL ALGO DEIXA DE SER.

2. O texto de Romanos nos diz que isso é válido para todo aquele que crê. É bem evidente que o sr. Waldecy Antonio Simões não crê.

Prosseguindo em sua arenga o nosso escriba, tão pouco inteligente, nos acusa de nos deixarmos “levar pelas doutrinas e pelas esfarrapadas interpretações bíblicas” daqueles que nos ensinam a verdade. Quanta desfaçatez e arrogância é possível um ser humano manifestar é difícil da gente avaliar.

Bem vamos prosseguir, assim mesmo. Nosso malfadado escritor pergunta: Qual é esse descomunal erro? Vamos a ele.

E continua: Hoje, é notório e comum ouvir-se de pregadores diversos, até famosos, que Jesus pregou os Dez Mandamentos de Deus na cruz, ou seja: que Jesus excluiu as Dez Leis do Pai para dar lugar à religião da graça e da liberdade, como se não se necessitasse mais de leis para se reconhecer o pecado e o Criador ficasse sem os parâmetros e as medidas que ele mesmo nos impôs para julgar os ímpios ao final dos tempos. Pergunto: como poderá haver julgamento se Deus não tivesse promulgado leis específicas para a Humanidade?

A resposta parece óbvia pelo ensino claro do Novo Testamento. Como vimos no texto de Romanos em 10:4 acima, o que estamos dizendo vale somente para aqueles que creem EM JESUS:

João 3:36

Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus.

João 6:47

Em verdade, em verdade vos digo: quem crê em mim tem a vida eterna.

João 11:25

Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá;

João 12:44

E Jesus clamou, dizendo: Quem crê em mim crê, não em mim, mas naquele que me enviou.

Nosso autor pergunta: como Deus irá julgar os seres humanos se abolirmos a Lei do Antigo Testamento. Que tal essa resposta:

João 3:19

O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más.

Por favor, caro leitor, note o tempo presente do verbo julgar no verso acima: O julgamento é este. Nosso tolo escriba parece não entender que a grande questão no Juízo Final será o que cada pessoas fez com Jesus Cristo? E antes de Cristo, o que cada um fez com a revelação que tinha na sua própria época.
A seguir ele cita Apocalipse 14:12 e, de forma muito particular, interpreta a expressão “mandamentos de Deus” como se estivessem se referindo, exclusivamente, aos mandamentos do Antigo Testamento, e mais especificamente, aos Dez mandamentos. Mas ele se esquece das palavras de Jesus quando disse:

João 14:15 

Se me amais, guardareis os meus mandamentos.

João 14:21 

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele.

João 15:10 

Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; assim como também eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e no seu amor permaneço.

Mas o mais importante não é o que ele menciona e sim o que deixa de fora, uma vez que não cita, textualmente o verso de Apocalipse 14:12 que diz:

Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.

Note, caro leitor que além de guardar os mandamentos é necessário FÉ EM JESUS, algo que, ao que parece, o sr. Waldecy Antonio Simões desconhece por completo, já que não faz menção da mesma.

Um pouco mais adiante o sr. Waldecy, completamente descontrolado diz: Com referência à absurda conclusão da falência do Decálogo no Evangelho, ensinada por quase todos os pregadores tal conclusão é oca, insípida, insossa, inverossímil, disforme, enganosa, mentirosa, absurdamente despropositada e se trata de um tremendo disparate bíblico bem ao gosto de Satanás.   Vamos ver o porquê disso, sob a Palavra Escrita de Deus?

Por favor, nos ilumine sr. Waldecy!

“as DEZ LEIS ELE AS ESCREVEU PESSOALMENTE”

Existe alguma diferença entre essas leis, apenas pelo interesse na discussão, e todos os preciosos mandamentos que nos foram deixados pelo próprio Senhor Jesus e depois pelo outro Consolador, através dos apóstolos como Jesus mesmo havia prometido?

João 14:16 

E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco.

João 14:26 

Mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito.

João 15:26 
Quando, porém, vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que dele procede, esse dará testemunho de mim.

João 16:7—15

7 Mas eu vos digo a verdade: convém-vos que eu vá, porque, se eu não for, o Consolador não virá para vós outros; se, porém, eu for, eu vo-lo enviarei.

8 Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo:

9 do pecado, porque não crêem em mim;

10 da justiça, porque vou para o Pai, e não me vereis mais;

11 do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado.

12 Tenho ainda muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora;

13  quando vier, porém, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará as coisas que hão de vir.

14 Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.

15 Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso é que vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.

Como a Lei teve seu FIM em Cristo Jesus, então temos todos os ensinamentos do Novo Testamento que são mais do que suficientes para manter nossas mãos e mentes ocupadas durante toda nossa vida.

O argumento do Sr. Waldecy baseado em Mateus, 5.19 e 20, que aquele que ensinar as Dez Leis de modo errado, como a maioria dos pastores e padres ensinam,  serão considerados fariseus e não entrarão no Reino de Deus. Não leva em consideração duas coisas:

1. Primeiro o que Jesus realmente disse. Note como ele tem a suspeita mania de querer sempre dizer o que a Palavra de Deus diz, citando apenas a referência sem copiá-la conforme disse que iria fazer mais acima.

2. Compare o que Jesus diz em Mateus 5:19—20 com a forma como o sr. Waldecy distorce propositadamente a Palavra de Deus:

19 Aquele, pois, que violar um destes mandamentos, posto que dos menores, e assim ensinar aos homens, será considerado mínimo no reino dos céus; aquele, porém, que os observar e ensinar, esse será considerado grande no reino dos céus.

20 Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus, jamais entrareis no reino dos céus.

3. Waldecy não leva em conta o que já falamos antes que esses ensinamentos todos são anteriores à morte e ressurreição de Jesus que conduziu a Lei da Antiga Aliança ao seu completo FIM.

Waldecy prova ser analfabeto em termos das Escrituras ao afirmar: sabemos que as primeiras cinco Leis do Decálogo dizem do amor incondicional ao Senhor.

Ora qualquer criança da classe de primários numa igreja séria sabe que os dez mandamentos estão divididos em duas partes:

OS QUATRO PRIMEIROS, falam do relacionamento com Deus.

OS SEIS ÚLTIMOS, falam do relacionamento que deve existir entre as pessoas, umas com as outras.
Por aí já podemos ter a ideia precisa com o tipo de falso mestre que estamos lidando. Um falso mestre que é tão incompetente que não sabe sequer contar até QUATRO.

Mai adiante, agora sem sequer citar a referência nosso pseudo-mestre afirma: Para ressaltar, mais ainda, o valor perpétuo das Dez Leis, o Senhor Deus vai fazer surgir, no fim dos tempos, no Grande Dia de Jesus, a Arca da Aliança no Céu, retirada do SANTUÁRIO DE DEUS para que todo mundo a veja e todos os eleitos de Deus cantarão o Hino de Moisés, o profeta que tem tudo a ver com a entrega das Dez Leis à Humanidade.

A referência é Apocalipse 11:19. Mas como se trata do livro do Apocalipse – tão maltratado pelos adventistas do sétimo dia — temos que nos perguntar o seguinte: o santuário é real ou é apenas uma metáfora? Sim, porque a Bíblia é bem clara nessas coisas:

1. Nós os crentes somos o templo do Espírito Santo e Deus não habita em templos feitos por mãos humanas:

1 Coríntios 6:19 

Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?

2. O próprio Deus não habita em santuário nenhum no céu porque seu santuário, que somos nós, está em construção e nossa união com o Senhor será tal, na eternidade, que comporemos uma perfeita unidade com o nosso Deus:

Efésios 2:19— 22

19 Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus,

20 edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular;

21 no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para santuário dedicado ao Senhor,

22 no qual também vós juntamente estais sendo edificados para habitação de Deus no Espírito.

Mas, mais importante que isso é o que está afirmado em:

Apocalipse 21:22 

Nela, não vi santuário, porque o seu santuário é o Senhor, o Deus Todo-Poderoso, e o Cordeiro.

Portanto, vamos deixar o besteirol e as mentiras de lado e estudar a Bíblia com a seriedade que merece.
Waldecy, como todo cego guiando outros cegos é também muito teimoso. Ele diz: No mais, se as Dez Leis fossem “coisas de judeus”, como alegam os fariseus, todos os livros do Antigo Testamento, escritos na época apenas aos israelitas nós não poderíamos nos beneficiar dos ensinamentos dos grandes profetas, tais como Daniel, Elias, Moisés, Isaías, Jeremias; também dos Salmos.

Ora, qualquer leitor da Bíblia sabe porque o Antigo Testamento foi escrito. Basta ler:

Romanos 15:4 

Pois tudo quanto, outrora, foi escrito para o nosso ensino foi escrito, a fim de que, pela paciência e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança.

1 Coríntios 10:1—11 — especialmente o verso 11.

1 Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos sob a nuvem, e todos passaram pelo mar,

2 tendo sido todos batizados, assim na nuvem como no mar, com respeito a Moisés.

3  Todos eles comeram de um só manjar espiritual

4 e beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo.

5 Entretanto, Deus não se agradou da maioria deles, razão por que ficaram prostrados no deserto.

6 Ora, estas coisas se tornaram exemplos para nós, a fim de que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram.

7 Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles; porquanto está escrito: O povo assentou-se para comer e beber e levantou-se para divertir-se.

8 E não pratiquemos imoralidade, como alguns deles o fizeram, e caíram, num só dia, vinte e três mil.

9 Não ponhamos o Senhor à prova, como alguns deles já fizeram e pereceram pelas mordeduras das serpentes.

10 Nem murmureis, como alguns deles murmuraram e foram destruídos pelo exterminador.

11 Estas coisas lhes sobrevieram como exemplos e foram escritas para advertência nossa, de nós outros sobre quem os fins dos séculos têm chegado.

A seguir, imagina em sua cabeça tosca que o fim da Lei representa que não podemos usar Malaquias 3:10 para extorquir dízimos como eles estão acostumados a fazer em todas as igrejas Adventistas do Sétimo Dia. Mas isso não passa de uma grande tolice. Quem precisa usar Malaquias 3:10, quando o apóstolo Paulo nos legou um verdadeiro manual acerca de como devemos contribuir para o reino de Deus em 2 Coríntios capítulos 8 e 9? Agora gostaríamos de sugerir que os leitores tomassem um pouco do seu tempo para ler nossos artigos alistados abaixo:




É tão fácil rebater as idiotices desse indivíduo que às vezes chego a pensar que ele não existe de verdade.

Em seu delírio ele prossegue: Tais fariseus usam de dois pesos e duas medidas ao escolherem os preceitos que lhes interessam no Velho Testamento mas (SIC) abominam outros que, por certo, trazem desconforto, como o Quarto dos Mandamentos, que traz sérias obrigações quanto ao Sétimo Dia, o mesmo dia que Jesus e sua Igreja santificavam, como veremos abaixo, pois Está Escrito, e se Está Escrito veio de Deus, e não pode ser contestado.

Ora, se o argumento de guardar o sábado está atrelado a Malaquias 3:10, como Waldecy deseja, então temos toda razão para usar 2 Coríntios 8—9 como nosso guia para contribuir e deixar o sábado juntamente com Malaquias 3:10 de lado, uma vez que em Cristo a Lei do Antigo Testamento foi plenamente cumprida e encontrou seu fim. A questão é, na verdade, bem simples: se você tem alguém — nesse caso Jesus — que cumpriu toda a Lei do Antigo Testamento à risca e com absoluta perfeição e depois essa pessoa não vive mais aqui, então ela não está mais obrigada a guardar nenhum desses mandamentos. E, como Jesus nos estende tudo o que alcançou para si, absolutamente pela graça, nós também não temos mais nenhuma obrigação de guardar nenhum dos mandamentos da Antiga Aliança. Afina de contas, todo o crê em Cristo — não é o caso do Waldecy — está em Cristo e os que estão em Cristo:

Gálatas 5:24 

E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências.

Ou seja, morremos para esse mundo e não temos mais responsabilidades com nada relacionado à Antiga Aliança.

Todavia, como participantes da Nova Aliança nós devemos:

Romanos 6:4, 14.

4 Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida.

14 Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça.

Quem dera esse povo enganado pela FALSA “voz da profecia” acorda-se para as verdadeiras realidades que estão em Cristo.

Na parte final do seu argumento Waldecy quer nos impressionar com o que aconteceu no Sinai. Mas ele faz isso porque não conhece Jesus. Quem conhece Jesus sabe que não dá para comparar os acontecimentos do Sinai com os acontecimentos ligados ao fato que o VERBO se fez Carne. Senão vejamos:

João 1:14

E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.

Hebreus 12:18—29 —

O SINAI

18 Ora, não tendes chegado ao fogo palpável e ardente, e à escuridão, e às trevas, e à tempestade,

19 e ao clangor da trombeta, e ao som de palavras tais, que quantos o ouviram suplicaram que não se lhes falasse mais,

20 pois já não suportavam o que lhes era ordenado: Até um animal, se tocar o monte, será apedrejado.

21 Na verdade, de tal modo era horrível o espetáculo, que Moisés disse: Sinto-me aterrado e trêmulo!

A VIDA EM CRISTO

22 Mas tendes chegado ao monte Sião e à cidade do Deus vivo, a Jerusalém celestial, e a incontáveis hostes de anjos, e à universal assembléia

23 e igreja dos primogênitos arrolados nos céus, e a Deus, o Juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados,

24 e a Jesus, o Mediador da nova aliança, e ao sangue da aspersão que fala coisas superiores ao que fala o próprio Abel.

25 Tende cuidado, não recuseis ao que fala. Pois, se não escaparam aqueles que recusaram ouvir quem, divinamente, os advertia sobre a terra, muito menos nós, os que nos desviamos daquele que dos céus nos adverte,

26 aquele, cuja voz abalou, então, a terra; agora, porém, ele promete, dizendo: Ainda uma vez por todas, farei abalar não só a terra, mas também o céu.

27 Ora, esta palavra: Ainda uma vez por todas significa a remoção dessas coisas abaladas, como tinham sido feitas, para que as coisas que não são abaladas permaneçam.

28 Por isso, recebendo nós um reino inabalável, retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus de modo agradável, com reverência e santo temor;

29 porque o nosso Deus é fogo consumidor.

Por favor, sr. Waldecy não compare a pequenina sombra representada pelo monte Sinai com a gigantesca verdade representada por Jesus Cristo!

Waldecy, com toda pessoa que sofre de alguma debilidade mental, acaba andando em círculos em seus pseudoargumentos. Depois de tudo o que ele disse acima, ele volta ao Sermão da montanha e cita Jesus o qual disse:

Mateus 5:17 

Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir.

Se o leitor está atento aos nossos argumentos já sabe o que essas palavras de Jesus significam. Ele veio de fato para cumprir! Depois de cumprir, Ele morreu e a lei não tem mais prerrogativas sobre ele. Nós também morremos com Cristo como vimos acima, e os mesmos direitos de Cristo se aplicam a nós.

Waldecy insiste e cita

Mateus 5:18

Porque em verdade vos digo: até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra.

Perfeito, o céu e a terra permaneceram até que tudo foi rigorosamente cumprido, e tudo continua rigorosamente cumprido, pelo próprio Senhor Jesus, e assim será até o final dos céus e da terra como hoje conhecemos. Não precisa inventar a roda Waldecy, é só entender o que Jesus veio fazer e crer em Jesus — algo que parece está além da tua capacidade de entender. Larga a mão de ser fariseu e cego. Você vai cair no buraco e levar muita gente com você que acreditam em tuas mentiras multiplicadas pela internet.

O resto da argumentação de Waldecy, baseada em Mateus 5 deve ser confrontado com as respostas que já oferecemos até aqui.

Seu apelo não passa de pura heresia e apostasia ao afirmar que: o fortíssimo recado de Jesus que nada mais é que a promulgação no Evangelho, da legitimação de todos os Dez Mandamentos, os mesmos antes promulgados pelo Senhor ao mundo, no Monte Sinai. Ora basta ler os versos de Hebreus citados acima para desfazer esse sofisma tolo e absurdo.

Waldecy diz que os dez mandamentos são perpétuos. Como pode ser isso? Romanos 10:4 é nossa última palavra acerca dessa bobagem, afirmada em negrito e com ares de “palavra final”. A seguir Waldecy cita, textualmente, os dez mandamentos para criticar, com razão nesse caso, a mudança que a Igreja Católica Apostólica faz na parte do texto que fala sobre a idolatria. Mas essa informação está meio desatualizada, pois as versões católicas sérias mantém os dez mandamentos como existem no original, como por exemplo, a Bíblia de Jerusalém.

Mas prosseguindo com suas patetices, Waldecy diz: Toda vez que um pobre pastor, um pobre sacerdote, um bispo ou até um pobre teólogo vem com aquela história de que Jesus nos livrou das leis, da escravidão das leis, coloco todos os Dez Mandamentos para a análise deles e pergunto: “Analise, irmão: Qual ou quais desses Mandamentos nos trazem escravidão ou maldição?”. Responda-me, por favor!

Não sei com que tipo de padres, pastores, bispos ou até mesmo pobres teólogos Waldecy costuma se comunicar, mas aqui vai a resposta. Os dez mandamentos são parte do todo da revelação da Lei de Deus no Antigo Testamento. Acerca dessa Lei o Novo Testamento nos diz:

Gálatas 3:10—14

10 Todos quantos, pois, são das obras da lei estão debaixo de maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las.

11 E é evidente que, pela lei, ninguém é justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé.

12 Ora, a lei não procede de fé, mas: Aquele que observar os seus preceitos por eles viverá.

13 Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro),

14 para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios, em Jesus Cristo, a fim de que recebêssemos, pela fé, o Espírito prometido.

Note, por favor o seguinte:

1. Está escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las. Todas as coisas e não apenas os dez mandamentos, nem o especialmente querido quarto mandamento.

2. Ora, a lei não procede de fé, mas: Aquele que observar os seus preceitos por eles viverá. Ora o Justo viverá pela fé – ver Romanos 1:16—17. Agora se o Waldecy deseja viver pela lei é simples: basta cumprir, sem nunca transgredir todos os 613 mandamentos. Não sei não, talvez seja melhor CRER em Cristo e deixar essa arrogância cega de lado.

3. Paulo não deixa por menos e vai logo dizendo o seguinte acerca da proposta do Waldecy: E é evidente que, pela lei, ninguém é justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé.

4. De fato os mandamentos da lei de Deus são bons, mas existe uma pesada maldição se o indivíduo transgredir qualquer um deles, uma vez só. Por isso, Paulo diz: Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro).

5. Para corroborar a afirmação de Paulo, Tiago diz o seguinte:

Tiago 2:10

10 Pois qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, se torna culpado de todos.

Waldecy mente ao afirmar: Jesus nos ensinou que a primeira propriedade do cristão é obedecer a Deus Pai, depois vem o amor.

Ora Jesus nunca disse isso, pelo contrario, Jesus afirmou e reafirmou que o AMOR é o maior de todos os mandamentos:

Mateus 22:36—39

36 Mestre, qual é o grande mandamento na Lei?

37 Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.

38 Este é o grande e primeiro mandamento.

39 O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.

A discussão sobre o sábado é inútil e desnecessária já que o mesmo era parte da Lei que encontrou seu FIM em Cristo.

E bobagem insistir em dizer que os cristãos primitivos guardavam o sábado, quando temos tantas referências ao fato que eles se reuniam mesmo, no dia depois do sábado: o dia em que o Senhor Jesus ressuscitou de forma gloriosa:

Marcos 16:9 

Havendo ele ressuscitado de manhã cedo no primeiro dia da semana, apareceu primeiro a Maria Madalena, da qual expelira sete demônios.



Lucas 24:1 

Mas, no primeiro dia da semana, alta madrugada, foram elas ao túmulo, levando os aromas que haviam preparado.
João 20:1 
No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao sepulcro de madrugada, sendo ainda escuro, e viu que a pedra estava revolvida.

Atos 20:7 

No primeiro dia da semana, estando nós reunidos com o fim de partir o pão, Paulo, que devia seguir viagem no dia imediato, exortava-os e prolongou o discurso até à meia-noite.

1 Coríntios 16:2  

No primeiro dia da semana, cada um de vós ponha de parte, em casa, conforme a sua prosperidade, e vá juntando, para que se não façam coletas quando eu for.

Mais tarde João chamou esse dia — o primeiro dia da semana — de Dia do Senhor:

Marcos 16:9 Havendo ele ressuscitado de manhã cedo no primeiro dia da semana, apareceu primeiro a Maria Madalena, da qual expelira sete demônios.


As menções ao sábado estão todas relacionadas com a evangelização de incrédulos e não com o encontro dos cristãos:

Atos 13:14

Mas eles, atravessando de Perge para a Antioquia da Pisídia, indo num sábado à sinagoga, assentaram-se.

Atos 13:42

Ao saírem eles, rogaram-lhes que, no sábado seguinte, lhes falassem estas mesmas palavras.

Atos 13:44

No sábado seguinte, afluiu quase toda a cidade para ouvir a palavra de Deus.

Atos 16:13

No sábado, saímos da cidade para junto do rio, onde nos pareceu haver um lugar de oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que para ali tinham concorrido.


As citações de Waldecy são todas feitas em contextos ligados à Antiga Aliança — como, por exemplo, Lucas 23:55—56 — e não têm nada a ver com a liberdade que temos em Cristo na Nova Aliança.

A citação de Lucas 6:5 feita pelo Waldecy está errada. A Certa é:

Marcos 2:27 

E acrescentou: O sábado foi estabelecido por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.

Ora a qual sábado o Senhor Jesus estava se referindo aqui? Ao sétimo dia em que Deus descansou ou à guarda do sábado dada junto com os dez mandamentos. Julgue o leitor por si mesmo, pois tem inteligência suficiente para isso.

Além do mais no meio dessa longa discussão nem tivemos tempo para falar de:

Hebreus 7:12 

Pois, quando se muda o sacerdócio, necessariamente há também mudança de lei.

Ou seja, com a mudança do sacerdócio levítico para o de Melquisedeque, toda a Lei também foi, necessariamente, mudada!

2 Coríntios 3:1—18 — Note o contraste entre a Antiga e a Nova Aliança:

1 Começamos, porventura, outra vez a recomendar-nos a nós mesmos? Ou temos necessidade, como alguns, de cartas de recomendação para vós outros ou de vós?

2 Vós sois a nossa carta, escrita em nosso coração, conhecida e lida por todos os homens,

3 estando já manifestos como carta de Cristo, produzida pelo nosso ministério, escrita não com tinta, mas pelo Espírito do Deus viventenão em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, isto é, nos corações.

4  E é por intermédio de Cristo que temos tal confiança em Deus;

5  não que, por nós mesmos, sejamos capazes de pensar alguma coisa, como se partisse de nós; pelo contrário, a nossa suficiência vem de Deus,

6  o qual nos habilitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata, mas o espírito vivifica.

7  E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, se revestiu de glória, a ponto de os filhos de Israel não poderem fitar a face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, ainda que desvanecente,

8  como não será de maior glória o ministério do Espírito!

9  Porque, se o ministério da condenação foi glória, em muito maior proporção será glorioso o ministério da justiça.

10  Porquanto, na verdade, o que, outrora, foi glorificado, neste respeito, já não resplandece, diante da atual sobreexcelente glória.

11 Porque, se o que se desvanecia teve sua glória, muito mais glória tem o que é permanente.

12 Tendo, pois, tal esperança, servimo-nos de muita ousadia no falar.

13 E não somos como Moisés, que punha véu sobre a face, para que os filhos de Israel não atentassem na terminação do que se desvanecia.

14 Mas os sentidos deles se embotaram. Pois até ao dia de hoje, quando fazem a leitura da antiga aliança, o mesmo véu permanece, não lhes sendo revelado que, em Cristo, é removido.

15 Mas até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles.

16 Quando, porém, algum deles se converte ao Senhor, o véu lhe é retirado.

17 Ora, o Senhor é o Espírito; e, onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.

18 E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito.

Note o resumo:

Antiga Aliança
Nova Aliança
Escrita com tinta
Escrita pelo Espírito Santo
Escrita sobre pedras
Escrita nos corações
Antiga Aliança da letra que mata
Nova Aliança do Espírito que vivifica
Ministério da morte
Ministério do Espírito
Glória desvanecente
Glória Maior
Ministério da condenação
Ministério da justiça
Algo que já não resplandece
Glória atual sobreexcelente
Algo que se desvanecia
Algo que é permanente
Moisés com o rosto coberto
Todos nós com o rosto descoberto

Nossa oração é que Deus possa usar nosso material como um Manual para libertar muitos que estão escravizados aos ensinamentos de uma falsa profetisa que é considerada TÃO INSPIRADA QUANTO A PRÓPRIA PALAVRA DE DEUS. Pode existir cegueira maior?

ARTIGOS SOBRE ADVENTISMO DO SÉTIMO DIA


Que Deus Abençoe a Todos.

Alexandros Meimaridis.

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

14 comentários:

  1. Eu, Waldecy Antonio Simões, fui nomeado nesse site como adventista do sétimo dia. O autor deduziu isso, pois não sou, mas sou suficientemente inteligente para notar que nada funciona sem leis. Desde o ajuntamento dos átomos até a formação das galáxias. Lucifer e seus anjos, também Adão e Eva foram expulsos por desobedecerem a Deus. Pela lei de Deus a respeito das mulheres e dos homens, elas continuam tendo partos à dor e os homens com seu suor.
    Deus sempre mandou seus 40 profetas a escreverem a Bíblia e suas determinações para obediência, mas de tão importante que é o Decálogo para a Humanidade, ele fez questão de ESCREVER PESSOALMENTE E AINDA GRAVAR EM ROCHAS PARA QUE NUNCA SE APAGASSEM, mas o autor aqui tenta lixar das rochas da lei um dos mais amados mandamentos de Deus, simplesmente pela dificuldade de observação.
    jesus, também em um monte, em Mateus 5.17 a 38 legitimou TODOS OS DEZ MANDAMENTOS DE DEUS e ainda aumentou os graus de observação de alguns desses dez mandamentos. Por isso Paulo se declarou ESCRAVO DAS LEIS DE DEUS e como também declarou que sem leis não se reconheceria o pecado.
    O que vale mais: um exemplo ou mi palavras?
    Claro que o autor vai responder que é o exemplo, então, sendo assim, vamos ver o exemplo de Jesus e de seus apóstolos e de toda a Igreja santificando os sábados, antes e depois da ressurreição de Jesus?
    Lucas, 4.16 --- Lucas, 23. 55 e 56. --- Atos, 13. 41 a 44. --- Atos dos Apóstolos, 16.13. --- Atos, 18.4.
    Um jovem rico perguntou a Jesus como faria para se salvar. Jesus revelou a ele que antes de tudo TERIA DE GUARDAR O DECÁLOGO. à reposta do jovem que já guardava todos os mandamentos de Deus Jesus lhe revelou que a lei é necessária mas não é completa para a salvação, pois para isso teria de amar o semelhante a ponte de dividir toda a sua riqueza com os necessitados. Está vendo? PRIMEIRO A OBEDIÊNCIA CEGA A DEUS e depois a Graça de Jesus. Uma sem a outra não tem valor para a salvação. Em apocalipse, 14.12 está claro a salvação, também pela obediência aos mandamentos de Deus, pois ele sempre foi legalista. Um vez ele disse ao povo através de Moisés:
    Vede: Proponho-vos hoje Bênção ou Maldição. Bênção se obedecerdes aos mandamentos do Senhor. Maldição se não obedecerdes aos mandamentos do Senhor vosso Deus... Alternativas do Senhor, em Deuteronômio, 11.26.
    Primeiro a OBEDIÊNCIA AO DECÁLOGO DE DEUS, depois o resto, e não se esqueça o autor que DEUS NÃO FAZ DISTINÇÃO DE PESSOAS. Para ele não há diferença entre um judeu e o autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Waldecy,

      Serei direto e objetivo.

      1. Não creio que você tenha lido direito meu artigo, cortesia que estendi ao teu longo artigo.

      2. Em nenhum momento eu afirmei, de modo explícito, como você alega, que você é Adventista do Sétimo Dia. Se puder me provar que fiz isso, me retratarei incontinenti e farei os ajustes necessários no texto.

      3. Existem sim em meu texto, muitas ilações que relacionam você com os Adventistas, já que advogam as mesmas coisas, usando os mesmos argumentos e citando os mesmos textos. E isso é especialmente verdadeiro, no que diz respeito à sacralidade outorgada ao sábado, um dia como outro qualquer.

      Abraço,

      Alexandros Meimaridis

      Excluir
    2. Caro Waldecy,

      Apesar de negar de forma absoluta que seja Adventista do Sétimo Dia, não posso deixar de comentar com você que o site católico romano “Veritatis” declara que você mesmo se qualificou como Adventista do Sétimo Dia, conforme pode ser visto através desse link aqui:

      http://www.veritatis.com.br/inicio/espaco-leitor/5994-adventista-pergunta-para-que-servem-os-padres

      Dessa forma fica difícil acreditar em você.

      Alexandros Meimaridis

      Excluir
    3. Irmão, o Waldecy tem mandado e-mail para mim e quando questionei sua denominação ele disse que não era adventista e sim Batista do sétimo dia!

      Excluir
    4. Cara Vanessa,

      Waldecy mente, aliás como temos advertido no nosso artigo acima. Ele já foi desmascarado por um grupo de católicos e nos já publicamos os links onde fica provado que ele é mesmo Adventista do Sétimo Dia.

      Além do mais leia o testemunho do Elias, logo abaixo que confirma esse fato e a mentira do Waldecy.

      Abraço Fraterno,

      Irmão Alex

      Excluir
    5. Esse link que você postou do Veritatis tem mais de seis anos, Faz quatro anos e meio que me desliguei da IASD, pois meu aborrecimento era unicamente por causa de um tipo de nossa senhora dos católicos dentro da IASD, a senhroa Ellen. Não fosse ela, eu ainda estaria lá, pois é uma congregação voltada para a Bíblia e não caiu na esparrela de Satanás, quando fez o papado romano, seu servo, "lixar" das Rochas Sagradas o mandamento do Sétimo Dia, o Quarto

      Excluir
    6. Caro Waldecy,

      Ora, ora, ora. Nosso artigo é de 2012!

      Além do mais quando você alegava, não ser da IASD, isso não representava toda a verdade, como fica evidente.

      Seus outros comentários fora desconsiderados por terem sido julgados irrelevantes para nosso discussão.

      Abraço,

      Irmão Alex.

      Excluir
  2. BOM DIA, CARO WALDECY. VOCÊ É ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA SIM, POIS EU JÁ PARTICIPEI CENTENAS DE VEZES DA ESCOLA SABATINA E CONHEÇO MUITO BEM A HABILIDADE DOS ADVENTISTAS EM SE ESQUIVAREM QUANDO SEUS ARGUMENTOS CAEM POR TERRA À LUZ DA BÍBLIA. HÁ QUEM DIGA QUE O DIABO É O PAI DA MENTIRA, EU ACRESCENTO QUE ELEN G. W. É A MÃE E O ESPÍRITO DA ENGANAÇÃO AGE POR MEIO DE SEUS LIVROS. ABRA A MENTE, RAPAZ, JÁ PAROU PRÁ PENSAR QUE SÃO SÓ VOCÊS QUE ACREDITAM NAS IDIOTICES DESSA DEMONÍACA? AS PROFETADAS DE ELEN G. W. SÃO TÃO VERDADEIRAS QUANTO OS ENSINOS DOS MÓRMONS E DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ. SÓ TEM UMA COISA QUE EU CONCORDO COM OS ENSINOS DA ELLEN WHITE: SOBRE A GRANDE TRIBULAÇÃO, ONDE VOCÊS ( OU OS FUTUROS ADVENTISTAS), AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ E OS MÓRMONS ESTARÃO AQUI PARA RECEBEREM A MARCA DA BESTA E PAGAREM COM SUAS PRÓPRIAS VIDAS A SALVAÇÃO. NISSO ESTOU DE PLENO ACORDO COM VOCÊS, POIS ESSE É O CAMINHO CERTO PARA HEREGES COMO VOCÊS. NÃO FICAREI FELIZ COM O FIM QUE TERÃO TODOS VOCÊS, POIS AFINAL, SÃO CEGOS. JESUS JÁ PAGOU UM PREÇO POR NÓS. CONVERTA-SE, FARISEU. QUE JESUS POSSA TER MISERICÓRDIA DOS ADVENTISTAS, POIS AFINAL, SÃO CEGOS, FORAM ENGANADOS. DESDE JÁ DEIXO VOTOS DE ESTIMA E CONSIDERAÇÃO AO AMIGO VALDECY, QUE É SIM ADVENTISTA E PRECISA SABER QUE ESTAMOS NA NOVA ALIANÇA. VALDECY, PRESTE ATENÇÃO NA LEITURA DA BÍBLIA QUANDO VOCÊ FOR PARTICIPAR DA SANTA CEIA, VEJA LÁ O QUE JESUS DISSE. UM ABRAÇO. ALEXANDROS, VOCÊ É FANTÁSTICO. VOU USAR SUA ARGUMENTAÇÃO NOS MEUS ENSINOS E É CLARO, VOU CITAR A FONTE. ELIAS LIMA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Elias,

      Obrigado por tomar do teu tempo para ler algo que escrevi e ainda fazer um comentário tão proveitoso para todos os nossos leitores.

      Obrigado também pelas palavras de incentivo e pode usar o material à vontade, pois é para isso mesmo mesmo que disponibilizamos o mesmo nesse blog e ficamos muito contentes quando sabemos que o mesmo ajudou alguém.

      Abraços,

      Irmão Alex.

      Excluir
  3. bom dia, amigo valdecy. por que você não vai até os presídios ou penitenciárias evangelizar os bandidos ? não perca seu tempo insistindo na guarda do sábado, pois somente os adventistas são idiotas ao ponto de escolherem o sábado ao invés do senhor do sábado. Suas argumentações não encontram respaldo no novo testamento. sua fala é copiada do livro " o grande conflito". nunca conheci nenhum adventista que fosse capaz de pensar por conta própria. Os livros da Ellen whait fazem lavagem cerebral nas mentes doentes como a sua. leia em romanos 3:10 aqui diz que ninguém será justificado pela lei. ninguém mesmo, inclusive os adventistas. um abraço

    ResponderExcluir
  4. Muito bom. Faz 1 semana que leio o blog. Tem muita coisa interessante.
    O Blog ficaria melhor se tivesse marcadores de assunto no inicio.

    Lucas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro Lucas,

      Obrigado por tuas generosas palavras de encorajamento.

      Concordo com você e estou trabalhando nessa questão de marcadores. Aguarde que em breve teremos essa novidade. Enquanto isso aproveite bem o material disponível.

      Grato,

      irmão Alex

      Excluir
  5. ADVENTISTAS:
    Crêem que SATANÁS levará TODOS PECADOS DELES

    “Cristo colocará todos esses pecados sobre Satanás... Satanás, levando a culpa de todos os pecados que levou o povo de Deus a cometer...”
    (LIVRO ADVENTISTA: O GRANDE CONFLITO – pág. 276 – O Apagamento dos Pecados – CPB – Edição Condensada – 7.ª ed. – 2006 - Ellen Gold White)

    Em estudo detalhado, irei abordar algumas das falsas doutrinas ADVENTISTAS, mais em evidência, à luz das Escrituras Sagradas, como:

    - Os ADVENTISTAS crêem que Satanás LEVARÁ TODOS os PECADOS DELES;

    - Os ADVENTISTAS crêem que as ALMAS DELES ficam dormindo no túmulo para o “juízo investigativo” pelos “livros de registros” de pecados;

    - Os ADVENTISTAS crêem que Jesus Cristo e o arcanjo Miguel são os mesmos;

    - Os ADVENTISTAS crêem que Jesus Cristo já voltou em 1844 para um lugar chamado “santuário celestial”;

    - Os ADVENTISTAS crêem que o Senhor Jesus Cristo está escrevendo TODOS os pecados dos homens em “livros de registro” para um tal “JUÍZO INVESTIGATIVO”;

    - Os ADVENTISTAS crêem que quem não “guardar” o SÁBADO, como ELES, não poderá ser salvo;

    - Os ADVENTISTAS crêem que o SÁBADO é o mais importante de todos os mandamentos;

    - Os ADVENTISTAS crêem que só serão salvos os que guardarem TODOS OS MANDAMENTOS;

    - Os ADVENTISTAS crêem que a qualidade ou grau de inspiração dos escritos de Ellen Gold White são iguais aos encontrados nas Escrituras Sagradas.

    É necessário analisarmos cada doutrina à luz das Escrituras Sagradas, a Bíblia, de forma coerente e justa.

    LEIA O ESTUDO COMPLETO EM:

    http://nivaldosalvo.blogspot.com.br/2014/10/adventistas-creemque-satanas.html

    ============================

    ResponderExcluir
  6. Para compreender melhor o Novo Testamento tem que conhecer pelo ao menos um pouco de judaísmo, se não fica cego.

    ResponderExcluir