terça-feira, 29 de julho de 2014

SALMO 1 – O SER HUMANO FELIZ SERMÃO 002 – O QUE O BEM-AVENTURADO DEVE EVITAR - Salmos 1:1b


Resultado de imagem para salmos 1:1

Esse artigo é parte da série onde expomos o Salmo 1 e é muito recomendável que o leitor procure conhecer todos os aspectos das verdades contidas nesse Salmo, com aplicações para os nossos dias. No final do artigo você encontrará um link para o estudo posterior.


Introdução.

A. No sermão anterior nos tivemos a oportunidade de iniciar essa série de mensagens acerca do Salmo 1. 
B. Naquela mensagem vimos a importância da expressão hebraica אַשְׁר — ‘esher — cujo significado é felicidade ou bem-aventurança. 
C. Falamos então da pessoa bem aventurada que é caracterizada: 
1. Por ser uma pessoa abençoada por Deus com bênçãos que lhe são dirigidas, vindas de todos os lados como uma verdadeira enxurrada. 
2. Tais bênçãos se manifestam na forma de: 
a. Redenção = libertação da condenação e do poder do pecado e do próprio Diabo. 
b. Justificação = somos declarados justo, do ponto de vista judicial pelo próprio Deus que é o Supremo Juiz 
c. Perdão de todos os nossos pecados. 
d. Santificação = ser considerado por Deus como sendo absolutamente santos porque estamos revestidos com a própria santidade do Senhor Jesus. 
3. O crente é bem-aventurado independente das circunstâncias que esteja enfrentando em sua vida. 
4. O crente é bem aventurado porque mantém um relacionamento direto com Deus e com Jesus Cristo através da presença do Espírito Santo em sua vida:
João 17:3 
E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. 
1 Coríntios 6:19 
Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? 
5. O crente bem-aventurado é aquele que ama a Deus e prova que ama a Deus sendo obediente aos mandamentos do Senhor. 
D. Hoje queremos falar de outras verdades reveladas no Salmo 1, que caracterizam o verdadeiro crente. Vamos começar falando de três coisas que o verdadeiro crente...  
O BEM-AVENTURADO DEVE EVITAR 
O crente bem-aventurado evita três tipos de envolvimento com os ímpios. Note que o texto não fala de “evitar os ímpios”, pois assim teríamos que sair desse mundo. Mas o texto é bem claro em indicar três atitudes que devemos evitar com relação aos ímpios: 
I. Não Devemos Andar “no Conselho dos Ímpios”. 
A. Vamos começar definindo quem são essas pessoas que o Salmista chama de רְשָׁעִים resha`iymI — ímpios. Essa é mesmo uma palavra muito dura e forte e significa perverso, em três sentidos: 1) perverso como alguém culpado de ter cometido algum crime; 2) perverso no sentido de ser hostil a Deus; 3) perverso no sentido de ser culpado de cometer pecado contra Deus e outros seres humanos. Pelas definições fica bem evidente, porque não devemos aceitar conselhos de tais pessoas.  
B. Em vez de se aconselhar com pessoas assim — especialmente pessoas hostis a Deus — o verdadeiro bem-aventurado busca se aconselhar com Deus, com o povo de Deus e toma decisões sábias de obedecer aos mandamentos de Deus. Os passos do homem bem-aventurado estão alinhados com a Palavra de Deus e não com as ideias dos homens perversos e hostis a Deus.
C. Quando começamos a nos desviar dos conselhos dos ímpios damos provas que a graça de Deus está mesmo operando em nossas vidas, nos conduzindo pelo caminho estreito como Jesus nos diz para fazer em

Mateus 7:14

Porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela.  

II. Não Devemos nos Deter no Caminho dos Pecadores

A. A segunda coisa que o crente bem aventurado deve evitar é se deter ou parar no caminho dos חַטָּאִים chatta`iym — pecadores, que é uma forma intensiva da expressão pecado. O pecador, aquele que comete pecado é alguém que está exposto à condenação, pois é considerado como ofensor. A ofensa mais grave que alguém pode cometer é se recusar a aceitar Jesus como Salvador. 
João 3:36 
Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus. 
B. Como no primeiro caso, deve ficar bem evidente, que devemos nos afastar de nos deter ou parar no caminho dessas pessoas. 
C. O verdadeiro crente bem-aventurado sabe muito bem o que o caminho do pecado significa, porque foi desse lugar que Jesus nos resgatou. Como diz o Salmista em 
Salmos 40:2 
Tirou-me de um poço de perdição, de um tremedal de lama; colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos. 
Nós devemos ter plena consciência de onde estávamos e para onde fomos levados, e assim evitar nos deter em tamanho caminho de perdição.  
III. Não Devemos nos Assentar na Roda dos Escarnecedores
A. Quem são esses que a Bíblia chama de לֵצִיםletsiym — ou escarnecedores? São pessoas que desprezam a Deus e falam de modo arrogante. Nós podemos classificar tais indivíduos com os ateus modernos. Eles zombam de Deus e falam tantas bobagens que nos deixam cansados.

B. Além de zombar de Deus, eles também, zombam do pecado, da eternidade, do céu e do inferno. Orgulham-se em apoiar atitudes que são condenadas pela Bíblia tais como as práticas da homossexualidade, o aborto sob demanda e outras coisas semelhantes a essas.

C. Sentar para ouvir essas pessoas é mesmo uma perda de tempo e, por que não, uma grave ofensa ao Deus Todo Poderoso. Os assentos desses homens podem ser muito elevados — são filósofos, sociólogos, antropólogos, cientistas e etc. — mas, certamente, estão posicionados bem na porta de entrada do inferno. Não acho que o verdadeiro crente bem-aventurado vai sentir-se confortável sentando num ambiente desse.

Conclusão:
A. As expressões: Conselho, Caminho e Roda (que servem para indicar uma assembleia ou habitação) chamam nossa atenção para os setores do nosso pensamento, das nossas atividades e para nosso desejo de pertencer. É nesses lugares que nossas escolhas fundamentais e mais profundas de lealdade pessoal são tomadas e levadas a efeito.
B.  No hebraico, o tempo dos verbos Andar, Deter e Assentar está no perfeito, o que indica três graus de separação de Deus, ao retratarem a conformidade com esse mundo em três níveis diferentes:

1. A aceitação dos conselhos dos ímpios. Os ímpios estão no buraco, todos seus conselhos têm um único propósito: arrastar você prá dentro do buraco em que eles se encontram.

2. A participação nos costumes dos pecadores — infelizmente muitos crentes optam por voltar aos velhos caminhos na lama como diz

2 Pedro 2:22

Com eles aconteceu o que diz certo adágio verdadeiro: O cão voltou ao seu próprio vômito; e: A porca lavada voltou a revolver-se no lamaçal.

3. A adoção da atitude mais fatal que pode existir: tornar-se um zombador que, se não forem os mais escandalosos dos pecadores, certamente, são os que se encontram mais distantes do arrependimento, conforme

Provérbios 3:34

Certamente, ele escarnece dos escarnecedores, mas dá graça aos humildes.

C. Note que cada um dos indivíduos que devemos evitar tem sua característica marcante:

a. O ímpio tem seus conselhos.

b. O pecador tem seu caminho.

c. O escarnecedor tem seu assento.

Essas palavras foram escolhidas de propósito por Deus para podermos nos lembrar dessas pessoas e suas características com facilidade, visando evitá-las.

D. Quando evitamos essas coisas, então somos de fato, bem-aventurados, felizes e plenos de satisfação verdadeira que só pode ser dada por uma pessoa: JESUS CRISTO.

E. A pior coisa que essas pessoas podem fazer conosco é nos afastar da devoção que devemos a Deus.

OUTRAS MENSAGENS ACERCA DO SALMO 1

Salmos 1:1a — O BEM-AVENTURADO — Salmo 1 — O SER HUMANO FELIZ – SERMÃO 001

Salmos 1:1b — AS COISAS QUE O BEM-AVENTURADO DEVE EVITAR — Salmo 1 — O SER HUMANO FELIZ – SERMÃO 002

Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.







Nenhum comentário:

Postar um comentário