sexta-feira, 29 de agosto de 2014

SALMO 1 – O SER HUMANO FELIZ SERMÃO 003 – O QUE O BEM-AVENTURADO DEVE PRATICAR


Resultado de imagem para o homem bem-aventurado

Esse artigo é parte da série onde expomos o Salmo 1 e é muito recomendável que o leitor procure conhecer todos os aspectos das verdades contidas nesse Salmo, com aplicações para os nossos dias. No final do artigo você encontrará um link para o estudo posterior.


Texto: Salmo 1:2  
Introdução.

A. No sermão anterior nos tivemos a oportunidade de falar acerca de três coisas que o bem-aventurado — a pessoa verdadeiramente feliz — deve evitar: 
1. A primeira coisa a evitar é ouvir os conselhos dos ímpios. Eles não têm, realmente, nada bom para nos oferecer. 
2. A segunda era não parar ou não nos deter no caminho dos pecadores. Quem gasta tempo andando nesses caminhos acaba praticando as mesmas coisas que essas pessoas, que odeiam a Deus, praticam. 
3. A terceira e última é que não devemos nos assentar na roda dos escarnecedores, pois são pessoas que estão sentadas bem nas portas do inferno. 
B. Hoje queremos falar de algumas outras verdades reveladas no Salmo 1, que caracterizam o verdadeiro crente. Vamos falar de algumas 
coisas que o verdadeiro bem-aventurado deve praticar

C. As coisas negativas que vimos antes preparam o caminho para as ideias positivas que vem em seguida. Conforme Salmos 1:2 essas coisas positivas são duas: 
I. Devemos Ter Nosso Prazer na Lei do Senhor. 
A. Uma das coisas que a vida dos ímpios nos oferece é prazer. O prazer pode ter várias origens: pode ser derivado da música, da TV, do álcool, das drogas, do sexo etc. Mas a característica desses tipos de prazer é que eles não satisfazem nossas verdadeiras necessidades e então estamos naquilo que o cartunista Sérgio de Magalhães Gomes Jaguaribe — mais conhecido como Jaguar — batizou de BIP = Busca Incessante pelo Prazer.  
B. Mas na Bíblia a expressão חֶפְצוֹ chefetso — significa deleite ou prazer no sentido de algo em que alguém, verdadeiramente, se deleita, porque satisfaz. 
C. E nesse contexto, o que realmente satisfaz as necessidades mais profundas das nossas almas é a תוֹרַת towrat — traduzida aqui por Lei, mas cujo significado inclui instrução ou conselho. Aqui a Palavra de Deus é colocada em direta oposição ao chamado “conselho dos ímpios” do verso 1. 
D. Nos dias que o Salmo 1 foi escrito a Lei ou instrução do Senhor se resumia ao PENTATEUCO — ou os cinco livros escritos por Moisés. Mesmo assim eles eram suficientes para Deus fazer a seguinte promessa em 
Josué 1:8 
Não cesses de falar deste Livro da Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer segundo tudo quanto nele está escrito; então, farás prosperar o teu caminho e serás bem-sucedido.
E. Imagine quanto mais prazer verdadeiro nós podemos derivar da Palavra de Deus, agora que temos completos tanto o Antigo quanto o Novo Testamento — a Palavra Escrita de Deus.
F. Mas, muito mais do que isso, nós temos a Palavra Viva de Deus que é o Senhor Jesus habitando em nossas vidas, pelo poder do Espírito Santo:
João 14:6
Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.

G. Quando entendemos essa verdade então não existe limite para o prazer, a alegria, o gozo, o deleite que podemos experimentar em conhecer Jesus e tudo o que ele fez por nós.

H. Mas muitos crentes não leem suas Bíblias, não aproveitam as oportunidades de estudo bíblico — temos estudo bíblico semanais de segunda, quarta, sexta, sábado e domingo. O que não falta é estudo bíblico. Falta sim, crentes para participarem nos mesmos. Depois, muitos desses se queixam que as coisas não vão bem. Mas a promessa da bênção está atrelada ao nosso apego a Jesus — a Palavra Viva de Deus — e à Palavra escrita de Deus como vimos em Josué 1:8.

I. Não basta não dar ouvido aos conselhos dos ímpios. É necessário dar ouvido aos conselhos de Deus!

II. Devemos nos Ocupar em Meditar na Lei do Senhor de Dia e de Noite
A. A expressão hebraica הְגֶּה heggeh — é uma palavra tão complexa que a mesma possui os seguintes significados: gemer, rosnar, proferir, cismar, resmungar, meditar, inventar, conspirar, falar. 
B. Portanto, o ato de meditar envolve uma série de atitudes de nossa parte que incluem as seguintes ações: falar, gemer, proferir, rosnar, cismar, resmungar e etc. Ou seja: a meditação é algo que fazemos com todo o ímpeto, algo que envolve todo nosso ser e não tem nada a ver com aquelas imagens de meditação calma, serena, tranquila e passiva.  
 C. Muitos de nós inventamos desculpas que a palavra de Deus é muito difícil de ser entendida. Mas que lorota! O que pode existir de tão difícil de entender em: 
1. Não dê ouvidos aos conselhos dos ímpios. 
2. Não pare nem se detenha no caminho dos pecadores. 
3. Não se assente na roda dos escarnecedores. 
4. Tenha seu prazer na Palavra de Deus. 
5. Medite na Palavra de Deus. 
D. Diga-me, sinceramente, o que existe de tão difícil de entender nessas simples frases?
Conclusão:
A. A lei de Deus — como ilustrativa da Bíblia — é nosso pão diário. Devemos comer, diariamente, uma farta porção da mesma até nossas almas se sentirem saciadas.
B.  Muitos crentes hoje em dia vivem vidas muito semelhantes àquelas vividas pelos filhos de Israel nos dias do profeta Ageu. Por não buscarem a direção para suas vidas na Palavra do Senhor o profeta descreve a vida daquele povo da seguinte maneira:

Ageu 1:6

Tendes semeado muito e recolhido pouco; comeis, mas não chega para fartar-vos; bebeis, mas não dá para saciar-vos; vestis-vos, mas ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o para pô-lo num saquitel furado.


C. Faça uma pergunta para você com toda sinceridade: eu tenho me empenhado em ler a Bíblia e frequentar às reuniões de estudos bíblicos? Ou eu estou me enganando a mim mesmo dizendo que:

1. Essas coisas não são tão importantes assim.

2. Estou realmente muito ocupado para participar dessas reuniões.

3. Eu acho que realmente não preciso estudar a Bíblia.

D. Mas além de não ler nem estudar, nós ainda comentemos um agravo maior a Deus e Sua Palavra: nós não meditamos na mesma. Não vemos nada na Bíblia que nos seja realmente atraente. Mas eu digo: comece a meditar na Bíblia como falamos antes e logo você irá perceber que a luz que brilha em você tem a mesma intensidade da luz do sol.

E. Sem meditação não existe crescimento na graça, a vida de oração e louvor é apática e as práticas cristãs têm pouco proveito.

6. Ah! Sim. Eu quero admitir e lembrar a todos vocês que existem mesmo algumas passagens na Bíblia que são mais difíceis de entender. Mas foi para isso que Deus deu à sua igreja homens capacitados para o ensino, de tal maneira que todos podemos ser ensinados e crescer, como lemos em

Efésios 4:11—14

 E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo, até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo, para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro.

OUTRAS MENSAGENS ACERCA DO SALMO 1

001 - Salmos 1:1a — O BEM-AVENTURADO — Salmo 1 — O SER HUMANO FELIZ – SERMÃO 001

002 -Salmos 1:1b — AS COISAS QUE O BEM-AVENTURADO DEVE EVITAR — Salmo 1 — O SER HUMANO FELIZ – SERMÃO 002

003 - Salmos 1:2 — AS COISAS QUE O BEM-AVENTURADO DEVE PRATICAR — Salmo 1 — O SER HUMANO FELIZ – SERMÃO 003

Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário