segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

SALMOS 1:5 - O SER HUMANO FELIZ - SERMÃO 006 – OS ÍMPIOS NÃO PREVALECERÃO NA CONGREGAÇÃO DOS JUSTOS



Esse artigo é parte da série onde expomos o Salmo 1 e é muito recomendável que o leitor procure conhecer todos os aspectos das verdades contidas nesse Salmo, com aplicações para os nossos dias. No final do artigo você encontrará um link para o estudo posterior.

INTRODUÇÃO

A. Na mensagem anterior — ver lista completa mais abaixo — nós começamos a falar acerca dos ímpios. E Vimos como eles são contrastados com os Bem—aventurados. 

B. Os Bem—aventurados são felizes, meditam na lei do Senhor, são como árvores plantadas e cuidadas junto à corrente de águas, produzem fruto no tempo devido e suas folhas estão sempre verdes.

C. Além disso, os Bem—Aventurados são completamente diferentes e nem um pouco parecidos, em nada, com os ímpios.  

D. Os ímpios por sua vez são caracterizados como: 

1. רְשָׁעִים resha`iym — perverso, alguém hostil a Deus, criminoso — traduzido aqui  como perverso. 

2.  חַטָּאִים  — Chatta`iym — pecadores, ofensores, expostos à condenação divina. 

3.  לֵצִים  — letsiym — aquele que escarnece, que despreza e fala de forma arrogante. 

E. Por todos esses motivos os ímpios são como palha. Não servem para nada. Mas por serem como foram descritos antes — Salmos 1:4 — o salmista nos diz algo mais sobre os ímpios. Ele nos diz, no verso 5 que: 

OS ÍMPIOS NÃO PREVALECERÃO na congregação dos justos 

Existem dois aspectos envolvidos nessa questão: 

I. Os Perversos Não Prevalecerão no Juízo. 

A. Essa é uma verdade bíblica insofismável. Todos os seres humanos terão que comparecer um dia diante de Deus para serem julgados. O livro do Apocalipse resume essa verdade, apesar de ser monumental, com poucas palavras dizendo:

Apocalipse 20:12—13 

Vi também os mortos, os grandes e os pequenos, postos em pé diante do trono. Então, se abriram livros. Ainda outro livro, o Livro da Vida, foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros. Deu o mar os mortos que nele estavam. A morte e o além entregaram os mortos que neles havia. E foram julgados, um por um, segundo as suas obras. 

B. Cada um de nós terá que prestar contas a Deus com aquilo que fizemos com nossas vidas enquanto estávamos vivendo sobre essa terra.    

C. Todavia, existe uma diferença fundamental entre todas as pessoas: alguns são e continuarão a ser Bem—aventurados, enquanto outros são, e se não se arrependerem continuarão como ímpios. 

D. Isso fará toda a diferença no dia do Juízo: Você foi um Bem—aventurado ou um ímpio durante seus dias nessa vida? 

E. Jesus resumiu duma maneira preciosa e primorosa toda essa questão ao dizer as seguintes palavras: 

Mateus 7:13—14 
Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela. 

F. O Bem—aventurado entra pela porta estreita e caminha pelo caminho apertado, mas é esse caminho que conduz para a vida eterna. 

G. O ímpio, por sua vez, aqui chamado de perverso, opta pela porta larga e prefere andar pelo caminho espaçoso que leva à ruína final e completa da vida que é ser condenado por Deus para o fogo eterno!

H. Da mesma forma como dissemos que os Bem—aventurados e os ímpios são completamente diferentes, assim também esses dois caminhos são completamente diferentes e nunca chegam a se cruzar. Você precisa decidir aqui e agora por qual porta você vai entrar e qual caminho irá trilhar.

I. Note como os Bem—aventurados conhecem e se relacionam com o Deus verdadeiro — ver Salmos 1:1—2 — e os ímpios são julgados pelo mesmo Deus verdadeiro e Todo Poderoso — Salmos 1:4—5. Mas esse julgamento não é apenas futuro. Do mesmo modo como a salvação é presente e se estende pela eternidade para o Bem-aventurado, o juízo e a condenação de Deus são presentes e se estenderão por toda a eternidade sobre os perversos.

João 3:36

Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus.

J. Por tudo isso, o salmista afirma: os perversos não prevalecerão no juízo. Eles serão completa e absolutamente condenados. Sem apelação, pois já estarão diante da mais alta corte possível: a corte do Deus Todo Poderoso.

II. Os Pecadores não Prevalecerão na Congregação dos Justos 

A. Como não são iguais e caminham por caminhos distintos os Bem-aventurados e os ímpios também não podem compartilhar uma vida comum na eternidade. 

B. A congregação dos Bem-aventurados é chamada de justos, mas não podemos nos enganar aqui. O salmista está falando duma justiça que NÃO é própria nossa, e sim aquela que encontramos apenas em Cristo e que nos é oferecida por Deus, absolutamente de graça. É como disse o apóstolo Paulo: 

Filipenses 3:8—10 

Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo e ser achado nele, não tendo justiça própria, que procede de lei, senão a que é mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus, baseada na fé; para o conhecer, e o poder da sua ressurreição, e a comunhão dos seus sofrimentos, conformando-me com ele na sua morte.

 C. É essa justiça de Cristo em nós que faz toda a diferença entre o Bem—aventurado e ímpio. Não temos justiça própria. Não temos nada para oferecer a Deus que seja nosso próprio. Tudo o que temos para apresentar é aquilo que Jesus nos dá de graça!     

D. Tudo isso é possível porque Deus sabe todas as coisas. 

E. Talvez você está aí sentado ou sentada pensando que minha vida está oculta de Deus. Você é esperto e imagina que pode dar um “nó” em Deus. Você pensa: Ninguém sabe como eu realmente sou. Mas considere o seguinte:   

Salmos 37:18

O SENHOR conhece os dias dos íntegros; a herança deles permanecerá para sempre. 

Mateus 7:23 
Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade. 

F. Hoje o povo de Deus se encontra completamente disperso sobre toda a face da Terra, mas o dia vai chegar em que, pela graça de Deus, estaremos todos reunidos, num mesmo lugar, na companhia de nosso amado Salvador e Senhor.

Conclusão:

1. Pense um pouco na tua própria vida: por qual caminho você irá chegar diante de Deus? Pelo caminho largo e espaçoso que conduz para a condenação eterna ou pelo caminho estreito e apertado que conduz para a vida eterna? O que vai ser?

2.  Como disse João Batista em

Mateus 3:12

A sua pá, ele a tem na mão e limpará completamente a sua eira; recolherá o seu trigo no celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível.

Não existe nenhuma alternativa: trigo ou palha. O que você vai desejar ser no Grande Dia?

3. No Grande dia, o ímpio não irá encontrar nem confiança, nem conforto e nenhum tipo de apoio estará disponível para ele.

4. Naquele dia os homens ímpios agirão como descrito no

Apocalipse 6:15—17

Os reis da terra, os grandes, os comandantes, os ricos, os poderosos e todo escravo e todo livre se esconderam nas cavernas e nos penhascos dos montes e disseram aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós e escondei-nos da face daquele que se assenta no trono e da ira do Cordeiro, porque chegou o grande Dia da ira deles; e quem é que pode suster-se?

5. Hoje, os Bem—aventurados e ímpios compartilham, ao redor do mundo, da vida da igreja, compartilham até mesmo da mesa do Senhor. O joio cresce tranquilo ao lado do trigo e os bodes pastam mansamente ao lado das ovelhas. Mas isso tudo irá ter um fim quando o dia da grande ceifa chegar e quando o grande pastor da ovelhas se assentar para separar suas ovelhas do bodes que estão misturados no meio delas

6. Você que é crente de verdade, levante sua cabeça para os céus, pois nossa redenção se aproxima mais e mais.

7. Quanto a você que ainda não entregou seu coração para Jesus, hoje é o dia. Como diz o autor de

Hebreus 4:7

De novo, determina certo dia, Hoje, falando por Davi, muito tempo depois, segundo antes fora declarado: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração.

Que Deus abençoe a todos.

OUTRAS MENSAGENS ACERCA DO SALMO 1

001 — Salmos 1:1a — O BEM-AVENTURADO — Salmo 1 — O SER HUMANO FELIZ – SERMÃO 001

002 — Salmos 1:1b — AS COISAS QUE O BEM-AVENTURADO DEVE EVITAR — Salmo 1 — O SER HUMANO FELIZ – SERMÃO 002

003 — Salmos 1:2 — AS COISAS QUE O BEM-AVENTURADO DEVE PRATICAR — Salmo 1 — O SER HUMANO FELIZ – SERMÃO 003

004 — Salmos 1:3 — AS COISAS QUE O BEM-AVENTURADO PRODUZ — Salmo 1 — O SER HUMANO FELIZ – SERMÃO 004

005 — Salmos 1:4 — OS ÍMPIOS SÃO COMO A PALHA — Salmo 1 — O SER HUMANO FELIZ – SERMÃO 005

006 — Salmos 1:5 — OS ÍMPIOS NÃO PREVALECERÃO — Salmo 1 — O SER HUMANO FELIZ – SERMÃO 005

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

2 comentários:

  1. Estou alegre irmão Alex de ter conseguido ler os dois artigos e esta mensagem que está na mesma página do blog.Gostaria de ler mais artigos e mensagens de seu blog, mas leio sempre que posso.Essa mensagem me fez refletir, principalmente com a pergunta de qual caminho quero chegar á Deus?Com 18 anos de convertido ao SENHOR, agradeço a misericórdia dEle para com a minha vida, pois reconheço a doutrina da depravação humana e se não fora Deus se revelar e ajudar os Seus filhos, estaríamos perdidos, pois não temos nenhuma justiça própria a não ser a justiça de Jesus como você mesmo escreveu no tópico ll B.Que possamos continuar na nossa vocação como Paulo descreve na carta aos Efésios 4:1-3 "Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados,
    com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Cleiton,

      Obrigado e que Deus continue abençoando tua vida.

      Abraço,

      Irmão Alex

      Excluir