terça-feira, 30 de maio de 2017

APOCALIPSE — INTRODUÇÃO E AS CARTAS ÀS SETE IGREJAS DA ÁSIA - SERMÃO 028 – UMA CARTA PARA A IGREJA EM FILADÉLFIA — PARTE 005 — FINAL


Imagem relacionada

O objetivo dessa série é apresentar os três primeiros capítulos do Livro do Apocalipse. Neles vamos encontrar uma REVELAÇÃO muito especial da pessoa de Jesus Cristo. Cremos que é disso que a Igreja dos nossos Dias precisa: Um encontro pessoal e profundo com o Senhor que diz de si mesmo: Eu sou o Alfa e Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era e que há de vir, o Todo-Poderoso. No Final de cada estudo o leitor encontrará os links para os estudos seguintes:

Texto: Apocalipse 3:7—13
Introdução.

A. Hoje queremos finalizar nossa apresentação da carta enviada pelo Senhor Jesus Cristo para a Igreja localizada na cidade da Filadélfia.    
B. Como já vimos antes, Jesus, além de fazer exortações no decorrer dessas cartas, sempre termina as mesmas com algumas promessas que nós devemos aprender a somar umas às outras.
C. No caso específico que temos diante de nós, Jesus diz:
Apocalipse 3:12—13
12 Ao vencedor, fá-lo-ei coluna no santuário do meu Deus, e daí jamais sairá; gravarei também sobre ele o nome do meu Deus, o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém que desce do céu, vinda da parte do meu Deus, e o meu novo nome.
13 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.
D. As promessas logo acima, quando somadas com a que encontramos em Apocalipse 3:8 e com as outras quatro que já vimos em Apocalipse 3:9—11, perfazem um total de sete promessas, de longe a maior coleção de promessas que podemos encontrar em qualquer uma das sete cartas enviadas por Cristo de Patmos para as Igrejas da Ásia Menor.
E. No último caso, que estamos vendo hoje, deve ficar evidente que, as promessas feitas para a Igreja em Filadélfia envolvem duas verdades, que serão o objeto da nossa apresentação hoje:
UMA NOVA SEGURANÇA E UM NOVO NOME
I. Coluna no Templo de Deus
A. As ideias atreladas à palavra “coluna” são de “firmeza e estabilidade”.
B. A ênfase não está tanto naquilo que sustenta, que é a primeira ideia que nos vem à mente quando usamos a expressão “coluna”, e sim naquilo que permanece firme como o Senhor fez com o profeta Jeremias, quando levantou o mesmo para denunciar o pecado do povo de Judá:
Jeremias 1:18
Eis que hoje te ponho por cidade fortificada, por coluna de ferro e por muros de bronze, contra todo o país, contra os reis de Judá, contra os seus príncipes, contra os seus sacerdotes e contra o seu povo.
C. Deve ser óbvio que tal uso da expressão coluna é metafórico, ou como temos preferido nos referir a essas expressões como algo simbólico.
D. E nesse caso que estamos vendo temos uma ralação claramente estabelecida entre a “coluna” e o nome ou nomes que serão gravados na mesma.
E. Portanto, daqui para frente iremos abordar esse aspecto duplo.  
II. A Coluna e o Nome ou Nomes Gravados na Mesma.
A. A ideia de coluna talvez seja emprestada das duas colunas que Salomão mandou construir na entrada do templo em Jerusalém. Essas colunas chamam nossa atenção por dois motivos:
1. Em primeiro lugar elas não tinham nenhuma função de sustentação, já que não havia nada apoiado nelas. Daí podemos derivar, que as mesmas teriam sido colocadas ali com o intuito de enfatizar firmeza e estabilidade.
2. Em segundo lugar as mesmas receberam nomes conforme podemos ler em —
1 Reis 7:21
Depois, levantou as colunas no pórtico do templo; tendo levantado a coluna direita, chamou-lhe Jaquim; e, tendo levantado a coluna esquerda, chamou-lhe Boaz.
B. Agora note o significado dos nomes dados a essas colunas:
1. Jaquim quer dizer: ele estabelecerá.
2. Boaz quer dizer: rapidez.
C. O sentido prático dos nomes dessas colunas nos dias de Salomão pode ser que o Povo de Deus será estabelecido e isso será feito com rapidez pelo próprio Deus.
D. Quanto à expressão “coluna no templo do meu Deus”, é da maior importância entendermos que na eternidade não haverá nenhum templo, pois o Próprio Deus será o templo da cidade eterna, conforme —
Apocalipse 21:22
Nela, não vi santuário, porque o seu santuário é o Senhor, o Deus Todo-Poderoso, e o Cordeiro.
E. Não devemos nos esquecer que cada cristão é como uma pedra que está sendo colocada nesse magnificente templo espiritual conforme lemos em —
Efésios 2:19—22
19 Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus,
20 edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular;
21 no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para santuário dedicado ao Senhor,
22 no qual também vós juntamente estais sendo edificados para habitação de Deus no Espírito.
F. Não existe nisso tudo nenhuma contradição, porque, como dissemos estamos lidando com metáforas e símbolos e não com elementos concretos.
G. Os novos nomes escritos nos crentes têm um triplo objetivo:
1. Ter o nome de Deus escrito em nós significa que nós pertencemos a Ele, que temos sua essência, que somos seus filhos, mesmo que seja por meio da adoção.
2. O segundo nome é o nome da cidade do próprio Deus: a nova Jerusalém. Esse nome faz referência à nossa cidadania. Um dia deixarei de ser Alex de Tessalônica para ser Alex da Nova Jerusalém. E isso é verdadeiro para cada e todo crente genuíno.
3. O terceiro nome é o próprio novo nome de Cristo. Não sabemos que nome é esse. Nós lemos o seguinte em —
Apocalipse 19:12
Os seus olhos são chama de fogo; na sua cabeça, há muitos diademas; tem um nome escrito que ninguém conhece, senão ele mesmo.
H. Esse novo nome não pode ser, em nossa opinião, nenhum dos nomes já conhecidos e atribuídos a Deus ou ao Filho, tais como, O ETERNO, Jesus, o Cristo, Senhor, Verbo de Deus e etc.
I. Para nós, mais importante do que conhecer esse novo nome deve ser sabermos que iremos compartilhar do mesmo. Isso deve bastar para fazer nossos corações transbordarem de Alegria.
J. Por fim, como acontece com todas as outras cartas somos convidados a ouvir, ou dar a devida atenção às palavras do Espírito Santo — Apocalipse 3:12.
Conclusão:

A. Como crentes nós somos peregrinos nesse mundo, mas na eternidade, não iremos mais peregrinar. Nossa posição será firme e imutável: comparada com a condição de uma coluna. Firmes, inabaláveis para sempre e sempre.

Apocalipse 21:3—7

3 Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles.

4 E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.

5 E aquele que está assentado no trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras.

6 Disse-me ainda: Tudo está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Eu, a quem tem sede, darei de graça da fonte da água da vida.

7 O vencedor herdará estas coisas, e eu lhe serei Deus, e ele me será filho.

B. Pela expressão “colunas no templo de Deus”, Jesus quer enfatizar nossa “permanência”. Algo que não pode ser movido em nenhuma hipótese. Quanta segurança.

C. Também já tivemos a oportunidade de comentar como toda aquela região da Ásia Menor está sujeita a muitos terremotos, até nos nossos dias. Mas a promessa de Jesus é que na eternidade eles nunca mais serão abalados, nem perderão seus bens, nem sofrerão por que tinham pouca força diante dos seus perseguidores.

D. Na eternidade gozaremos de plena paz, plena alegria, plena segurança e qualquer outro substantivo que você quiser agregar ao adjetivo plena ou pleno.

E. Que possamos abrir nossos corações e recebermos tudo de bom que o Senhor Jesus promete e deseja de fato nos dar nesse mesmo instante.

OUTRAS MENSAGENS ACERCA DO APOCALIPSE: INTRODUÇÃO E CARTAS ÀS SETE IGREJAS

APOCALIPSE 1:1—20 — SERMÃO 001 — INTRODUÇÃO AO LIVRO DO APOCALIPSE

APOCALIPSE 1:1—20 — SERMÃO 002 — UMA VISÃO DE JESUS CRISTO — PARTE 001

APOCALIPSE 1:1—20 — SERMÃO 003 — UMA VISÃO DE JESUS CRISTO — PARTE 002

APOCALIPSE 2:1—7 — SERMÃO 004 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM ÉFESO — PARTE 001

APOCALIPSE 2:1—7 — SERMÃO 005 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM ÉFESO — PARTE 002

APOCALIPSE 2:8—11 — SERMÃO 006 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM ESMIRNA — PARTE 001

APOCALIPSE 2:8—11 — SERMÃO 007 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM ESMIRNA — PARTE 002

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 008 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 001

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 009 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 002

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 010 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 003

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 011 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 004

APOCALIPSE 2:12—17 — SERMÃO 012 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM PÉRGAMO — PARTE 005 FINAL

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 013 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 001

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 014 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 002

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 015 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 003

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 016 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 004

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 017 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 005

APOCALIPSE 2:18—29 — SERMÃO 018A/B — UMA CARTA PARA A IGREJA EM TIATIRA — PARTE 006A/B

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 019 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 001

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 020 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 002

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 021 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 003

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 022 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 004

APOCALIPSE 3:1—6 — SERMÃO 023 — UMA CARTA PARA A IGREJA EM SARDES— PARTE 005 — FINAL

Apocalipse 3:7—13 — SERMÃO 024 – UMA CARTA PARA A IGREJA EM FILADÉLFIA — PARTE 001

Apocalipse 3:7—13 — SERMÃO 025 – UMA CARTA PARA A IGREJA EM FILADÉLFIA — PARTE 002

Apocalipse 3:7—13 — SERMÃO 026 – UMA CARTA PARA A IGREJA EM FILADÉLFIA — PARTE 003

Apocalipse 3:7—13 — SERMÃO 027 – UMA CARTA PARA A IGREJA EM FILADÉLFIA — PARTE 004

Apocalipse 3:7—13 — SERMÃO 028 – UMA CARTA PARA A IGREJA EM FILADÉLFIA — PARTE 005


Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.       

Os comentários não representam a opinião do Blog O Grande Diálogo; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira. 

domingo, 28 de maio de 2017

ENCONTROS DE PODER — 044 — A EVIDÊNCIA DO NOVO TESTAMENTO — PARTE 27 — OS ELEMENTOS DO UNIVERSO — PARTE 012 — UMA EXPOSIÇÃO DE EFÉSIOS 2:12 - AS FORÇAS ESPIRITUIAS DO MAL.


Resultado de imagem para FORÇAS ESPIRITUIAS DO MAL

Atenção esse artigo é parte de uma série onde pretendemos tratar dos alegados encontros de poder e de curas maravilhosas que nos são apresentadas todos os dias pelos pastores midiáticos. No final de cada estudo você encontrará links para outros estudos.

EFÉSIOS 6:12

Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados — ἀρχάς — e potestades — ἐξουσίας, contra os dominadores — κοσμοκράτορας deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal — πνευματικὰ τῆς πονηρίας, nas regiões celestes.

TEXTO ORIGINAL EM GREGO:

12 ὅτι οὐκ ἔστιν ἡμῖν ἡ πάλη πρὸς αἷμα καὶ σάρκα ἀλλὰ πρὸς τὰς ἀρχάς, πρὸς τὰς ἐξουσίας, πρὸς τοὺς κοσμοκράτορας τοῦ σκότους τούτου, πρὸς τὰ πνευματικὰ τῆς πονηρίας ἐν τοῖς ἐπουρανίοις.

O texto acima é a principal passagem utilizada na interpretação demoníaca dos poderes. De fato, nenhuma outra interpretação é possível para esse texto. Nele encontramos, pela primeira vez, a expressão κοσμοκράτορας kosmokrátoras — dominadores que, claramente, se refere a seres demoníacos. O significado dessa expressão deve ser procurado junto aos significados de ἀρχάς archhás — principados, ἐξουσίαςexousías — dominadores e πνευματικὰ pneumatikà — espirituais. Nesse verso nós temos um ajuntamento de termos que descrevem as forças inefáveis, invisíveis e espirituais do mal que abarcam o mundo inteiro. A intenção de tal lista, como já vimos anteriormente, é ser compreensiva. Portanto, nós devemos incluir nessas expressões todos os poderes mencionados anteriormente — ver lista completa de estudos abaixo — não apenas os divinos, mas também os humanos, não apenas os personificados, mas também os estruturados, não apenas demônios e reis, mas a atmosfera mundial e o poder investido nas instituições, nas leis, nas tradições e também nos rituais. Todos esses elementos acumulados quando levados em conta cumulativamente são os grandes responsáveis pela sensação da existência de um império das trevas, que é presidido por poderes superiores.

Colossenses 1:13

Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor.

Os chamados κοσμοκράτορας kosmokrátoras — dominadores são semelhantes àqueles que têm domínio sobre o mundo, tanto os seres humanos destacados pela aristocracia, educação, habilidades políticas, riqueza e etc., que parecem ser superiores a todos nós, mortais comuns, como também os outros poderes que estão acima e abaixo da nossa visibilidade e que são parte dos elementos do mundo, que controlam desde as revoluções dos elementos celestiais, até o crescimento das plantas.

Não podemos nos esquecer do espírito de império, que se perpetua por uma sucessão de governantes, que no caso de Roma, teve que suportar a loucura de três imperadores num único século — Calígula, Nero e Domiciano. Também não podemos deixar de lado toda e qualquer forma de idolatria institucional, seja religiosa, comercial, educacional, de mercado, de Estado, pois todos esses se empenham apenas em produzir seu próprio bem estar que é utilizado como padrão ético e moral, por meio do qual promovem a destruição dos profetas, a perseguição dos que não se alinham com suas ideias e o ostracismo dos oponentes.

Uma força de ataque tão formidável requer o uso de armas espirituais, pois está claro que não estamos lutando contra sangue e carne. Mas estamos lutando contra a legitimização da violência, contra os assentos de poder desse mundo, contra sistemas hierárquicos, contra justificativas ideológicas e sanções punitivas que seres humanos encarregados de infligir, exercitam a favor de seus dominadores e contra a maioria do povo da terra. Estamos falando da dimensão sobre-humana do poder manifestada nas instituições e no cosmos e não os seres humanos que o representam que precisam ser combatidos. Note que os seres humanos podem até mesmo ser substituídos por outros seres humanos, mas esses seguirão fazendo a mesma coisa que todos os seus predecessores, independentemente de suas preferências pessoais, porque é isso que a instituição exige para sua própria sobrevivência. É essa qualidade sobre-humana que é responsável pela aparência quase celestial, maior que a própria vida, quase eterna do caráter dos poderes.

CONTINUA...

Listas dos Estudos de Encontros de Poder

001 — Introdução =

002 — A Linguagem de “Poder” no Novo Testamento = Expressões Diversas

003 — A Linguagem de “Poder” no Novo Testamento = ἀρχῆ arché e ἄρχων árchon.

004 – A linguagem de “Poder” no Novo Testamento = ἐξουσίαιςexousías – potestades, autoridades.

005 – A linguagem de “Poder” no Novo Testamento = δυνάμειςdunámeis — poderes.

006 – A linguagem de “Poder” no Novo Testamento = Θρόνοιthrónoi — tronos.

007 — A Linguagem de “Poder” no Novo Testamento = κυριοτῆς kuriotês — domínio.
008 — A Linguagem de “Poder” no Novo Testamento = ὀνόματιonómati — nome.

009 — A Linguagem de “Poder” no Novo Testamento = ἄγγελοs ággelos — anjo.

010 — A Linguagem de “Poder” no Novo Testamento = δαιμονίον daimoníon — demônio, πνεῦμα τὸ πονηρὸνpneûma tò ponirònespírito maligno, ἀγγέλους τε τοὺς μὴ τηρήσαντας τὴν ἑαυτῶν ἀρχὴνangélous te toùs me terèsantas tèn eautôn archèn — anjos, os que não guardaram o seu estado original ou anjos caídos.

011 — A Linguagem de “Poder” no Novo Testamento = ἀγγέλους  τῶν ἐθνῶν angélous tôn ethnôn — anjos das nações.

012 — A Linguagem de “Poder” no Novo Testamento = ἀγγέλους  τῶν ἐθνῶν angélous tôn ethnônanjos das nações — Parte 2.

013 — A Linguagem de “Poder” no Novo Testamento = ἀγγέλους  τῶν ἐθνῶν angélous tôn ethnônanjos das nações — Parte 3 — Final.

014 — A Evidência do Novo Testamento – Parte 1 — Introdução

015 — A Evidência do Novo Testamento — Parte 2 — As Passagens Disputadas — 1 Coríntios 2:6—8 — Parte 1

016 — A Evidência do Novo Testamento — Parte 3 — As Passagens Disputadas — 1 Coríntios 2:6—8 — Parte 2

017 — A Evidência do Novo Testamento — Parte 3 — As Passagens Disputadas — Romanos 13:1—3

018 — A Evidência do Novo Testamento — Parte 4 — As Passagens Disputadas — Romanos 8:31—39

019 — A Evidência do Novo Testamento — Parte 5 — As Passagens Disputadas — 1 Coríntios 15:24—27a — PARTE 1

020 — A Evidência do Novo Testamento — Parte 6 — As Passagens Disputadas — 1 Coríntios 15:24—27a — PARTE 2

021 — A Evidência do Novo Testamento — Parte 7 — As Passagens Disputadas — Colossenses 3:13—15 — PARTE 1

022 — A Evidência do Novo Testamento — Parte 8 — As Passagens Disputadas — Colossenses 3:13—15 — PARTE 2

023 — A Evidência do Novo Testamento — Parte 9 — As Passagens Disputadas — Efésios 1:20—23 — AS REGIÕES CELESTIAIS — PARTE 1

024 — A Evidência do Novo Testamento — Parte 10 — As Passagens Disputadas — Efésios 1:20—23 — AS REGIÕES CELESTIAIS — PARTE 2

025 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 11 — As Passagens Disputadas — EFÉSIOS 1:20—23 — PARTE 3

026 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 12 — As Passagens Disputadas — EFÉSIOS 1:20—23 — PARTE 4

027 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 13 — As Passagens Disputadas — EFÉSIOS 1:20—23 — PARTE 5

028 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 14 — As Passagens Disputadas — EFÉSIOS 1:20—23 — PARTE 6

029 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 15 — As Passagens Disputadas — EFÉSIOS 1:20—23 — PARTE 7 — A DESTRUIÇÃO DA MORTE E DE SEUS ALIADOS

030 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 16 — As Passagens Disputadas — COLOSSENSES 1:16 — A CRIAÇÃO DE TODAS AS COISAS POR MEIO DE E PARA O PRÓPRIO CRISTO

031 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 16 — As Passagens Disputadas — COLOSSENSES 1:16 — TENTANDO DEFINIR OS PODERES

032 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 16 — As Passagens Disputadas — COLOSSENSES 1:16 — TENTANDO DEFINIR OS PODERES —PARTE 002

033 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 17 — As Passagens Disputadas — OS ELEMENTOS DO UNIVERSO — PARTE 001

034 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 18 — As Passagens Disputadas — OS ELEMENTOS DO UNIVERSO — PARTE 002

035 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 19 — As Passagens Disputadas — OS ELEMENTOS DO UNIVERSO — PARTE 003

036 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 20 — As Passagens Disputadas — OS ELEMENTOS DO UNIVERSO — PARTE 004

037 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 21 — As Passagens Disputadas — OS ELEMENTOS DO UNIVERSO — PARTE 005

038 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 22 — As Passagens Disputadas — OS ELEMENTOS DO UNIVERSO — PARTE 006

039 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 23 — As Passagens Disputadas — OS ELEMENTOS DO UNIVERSO — PARTE 007

040 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 24 — As Passagens Disputadas — OS ELEMENTOS DO UNIVERSO — PARTE 008

041 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 25 — As Passagens Disputadas — OS ELEMENTOS DO UNIVERSO — PARTE 009

042 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 26 — As Passagens Disputadas — OS ELEMENTOS DO UNIVERSO — PARTE 010

043 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 27 — As Passagens Disputadas — OS ELEMENTOS DO UNIVERSO — PARTE 011 — O PRÍNCIPE DA POTESTADE DO AR

044 — A Evidência do Novo Testamento — PARTE 28 — As Passagens Disputadas — OS ELEMENTOS DO UNIVERSO — PARTE 012 — AS FORÇAS ESPIRITUAIS DO MAL — PARTE 001
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2017/05/encontros-de-poder-044-evidencia-do.html

Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis.

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:



Desde já agradecemos a todos.

Os comentários não representam a opinião do Blog O Grande Diálogo; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

sábado, 27 de maio de 2017

GRUPO MAÇÔNICO EXIGE RENÚNCIA DE MICHEL TEMER E DIRETAS JÁ



Um grupo maçônico denominado Maçons Progressistas do Brasil — MPB — lançou um manifesto exigindo a renuncia do Sr. Michel Temer da presidência da República e eleições diretas já.
O material abaixo foi publicado no site do Jornalista Esmael de Moraes de Curitiba.

URGENTE: Manifesto da Maçonaria exige renúncia de Temer e Diretas Já
26 de maio de 2017 por Esmael

A Maçonaria Brasileira lançou manifesto nesta sexta-feira (26/5/2017) pedindo a renúncia do ilegítimo Michel Temer e Diretas Já para todos os níveis.

O documento assinado pelos “Maçons Progressistas do Brasil-MPB” exige “a imediata renúncia do Sr Michel Temer e a convocação de eleições diretas e gerais para que o povo opine sobre os rumos que o país deve tomar”.

Na carta manifesto, os maçons afirmam que o atual ocupante do Palácio do Planalto encontra-se desprovido de qualquer patrimônio moral, atributo indispensável ao governante maior da nação brasileira.

Leia a íntegra do manifesto dos maçons:

Carta Aberta aos Brasileiros

Nós, Maçons Progressistas do Brasil – MPB, movimento organizado, suprapartidário, que zela pelos valores democráticos, pela pluralidade de ideias e pela justiça social, propugnados na constituição cidadã de 1988, vimos a público manifestar nosso profundo descontentamento com o estado atual de completo descrédito por que passa o governo brasileiro sob a presidência do Sr Michel Temer.

Compreendemos que após assumir o comando do país via golpe parlamentar travestido de impeachment e levado a cabo pelo então presidente da câmara, Eduardo Cunha, o Sr Michel Temer tem trabalhado para destruir as garantias e direitos sociais duramente conquistados pelo povo brasileiro durante décadas de luta. Sabemos que o programa de governo que vem sendo implementado pelo presidente ilegítimo foi rechaçado nas urnas. Por isso entendemos que este governo não tem legitimidade sequer para propor as alterações que almeja nas legislações trabalhista e previdenciária, muito menos para implementar medidas que comprometem o futuro do país, transferindo a empresas estrangeiras riquezas naturais do nosso Brasil.

Além de carecer de legitimidade, o atual ocupante do Palácio do Planalto encontra-se desprovido de qualquer patrimônio moral, atributo indispensável ao governante maior da nação brasileira. Não bastava o áudio no qual o Ex-ministro do planejamento, Romero Jucá, foi flagrado detalhando o golpe e associando as figuras do então deputado Eduardo Cunha a Michel Temer na trama, agora o próprio Temer é flagrado em conversas nada republicanas com um diretor da empresa JBS. Conversas estas que versam sobre compra de juízes e promotores, além de pagamentos para garantir o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.

Diante desses e de outros fatos, tornamos pública nossa posição de exigir a imediata renúncia do Sr Michel Temer e a convocação de eleições diretas e gerais para que o povo opine sobre os rumos que o país deve tomar.

Pra finalizar, colhemos excerto de texto sagrado, para asseverar que: a nossa luta é para que “Corra, porém, o juízo como as águas, e a justiça como o ribeiro impetuoso”(Amós 5,24). E que assim seja!
Fraternalmente,

Maçons Progressistas do Brasil-MPB

O artigo original poderá ser visto por meio desse link aqui:


O documento original poderá ser visto por meio desse link:


NOSSO COMENTÁRIO:

Numa hora em que sobram evidências da prática dos mais diversos crimes praticados por personalidades da República, nos chama a atenção que um grupo maçônico lance um manifesto como esse, citando, inclusive, uma passagem das Escrituras Sagradas, enquanto igrejas protestantes e evangélicas em geral, permanecem em silêncio.

Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.                   

Os comentários não representam a opinião do Blog O Grande Diálogo; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

ATAQUES CONTRA CRISTÃOS CONTINUAM NO EGITO


KHALED DESOUKI

Um dos grupos cristãos mais antigos — os coptas do Egito — continuam sofrendo violentos ataques e perseguição sob o olhar permissivo das autoridades egípcias e o silêncio criminoso das nações que se dizem cristãs.

Em novo atentando cometido no dia de hoje — 26 de Maio de 2017 — pelo menos 24 cristãos foram assassinados e outros 27 ficaram feridos. Isso depois dos atentados que deixaram 44 mortos e centenas de feridos no mês passado. Até quando?

Ver notícia anterior por meio desse link aqui:


As informações abaixo foram publicadas pelo site Brasil247.

AO MENOS 24 MORREM EM ATAQUE CONTRA ÔNIBUS DE CRISTÃOS NO EGITO
KHALED DESOUKI

Ao menos 24 pessoas morreram nesta sexta-feira (26) no Egito em um ataque de homens armados contra um ônibus que transportava cristãos, informou o ministério da Saúde; porta-voz, Khaled Megahed, também citou 27 feridos; ataque na província de Minya, ao sul do Cairo, acontece um mês e meio depois dos atentados contra duas igrejas coptas que deixaram 45 mortos e foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico

Rádio França Internacional — Ao menos 24 pessoas morreram nesta sexta-feira (26) no Egito em um ataque de homens armados contra um ônibus que transportava cristãos, informou o ministério da Saúde. O porta-voz, Khaled Megahed, também citou 27 feridos.

O ataque na província de Minya, ao sul do Cairo, acontece um mês e meio depois dos atentados contra duas igrejas coptas que deixaram 45 mortos e foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI).

O grupo extremista, que também reivindicou um atentado contra uma igreja copta do Cairo que deixou 29 mortos em dezembro, intensificou nos últimos meses os ataques contra a minoria copta no Egito, que representa 10% dos 90 milhões de habitantes do país.

Os coptas são uma das comunidades cristãs mais importantes do Oriente Médio, e uma das mais antigas. No Egito os muçulmanos sunitas são amplamente majoritários.

Um braço do grupo extremista está ativo ao norte da península do Sinai, onde ataca com frequência as forças de segurança. Ataques seletivos contra os cristãos obrigaram dezenas de famílias a fugir da região.

A notícia original poderá ser vista por meio do link abaixo:


OUTROS ARTIGOS ACERCA DA IGREJA PERSEGUIDA

















Que Deus tenha compaixão de todos nós.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos. 

Os comentários não representam a opinião do Blog O Grande Diálogo; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.