domingo, 19 de fevereiro de 2017

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 015 — MATEUS — PARTE 010 - AUTOR - PARTE 002


Resultado de imagem para mateu evangelista

Essa série pretende disponibilizar as informações mais importantes acerca de cada um dos 27 livros que compõem o Novo Testamento. Desde que lançamos nossa série de Introdução ao Antigo Testamento, muitos leitores têm nos questionando acerca de algum material semelhante com respeito ao Novo Testamento. Então, aproveitando que iniciamos uma série de estudos acerca dos manuscritos do Novo Testamento — tecnicamente chamada de “baixa crítica” — estamos usando essa oportunidade para lançar uma série que trate também do texto do Novo Testamento em si, e da interpretação geral do mesmo — “alta crítica”.

I. O EVANGELHO DE MATEUS

H. O Autor do Evangelho de Mateus

Há vários elementos internos que corroboram a autoria do Evangelho de Mateus ao publicano assim chamado —

Mateus 9:9

Partindo Jesus dali, viu um homem chamado Mateus sentado na coletoria e disse-lhe: Segue-me! Ele se levantou e o seguiu.

Vejamos então algumas dessas evidências internas:

1. Mateus é o único dos evangelhos sinóticos — Mateus, Marcos e Lucas — que faz ume referência direta a Mateus com sendo um publicano ou coletor de taxas ou imposto.

Mateus 10:3

Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu.

Essa forma de referir-se a si mesmo é vista como uma maneira de demonstrar gratidão ao Senhor pelo chamado recebido que o libertou daquela vida de ganância e exploração de outras pessoas.

2. As passagens sinóticas do chamamento de Mateus dizem o seguinte:

Marcos 2:14

Quando ia passando, viu a Levi, filho de Alfeu, sentado na coletoria e disse-lhe: Segue-me! Ele se levantou e o seguiu.

Lucas 5:27

Passadas estas coisas, saindo, viu um publicano, chamado Levi, assentado na coletoria, e disse-lhe: Segue-me!

De acordo com os textos acima, o homem que Jesus chamou para segui-lo e que trabalhava na coletoria de taxas e impostos era chamado Levi. É evidente que os três evangelhos estão tratando da mesma história. O Evangelho de Mateus, como citado acima, identifica esse mesmo homem pelo nome de Mateus. As listas dos evangelhos sinóticos são unânimes em apontar entre os apóstolos um único homem de nome Mateus — Ver Mateus 10:2—4; Marcos 3:16—18; Lucas 6:13—16. Essa mesma lista é ainda confirmada por —

Atos 1:13

Quando ali entraram, subiram para o cenáculo onde se reuniam Pedro, João, Tiago, André, Filipe, Tomé, Bartolomeu, Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelote, e Judas, filho de Tiago.

Já Mateus 10:13 citada a cima, identifica esse Mateus com o mesmo coletor de impostos. Assim o círculo se fecha de maneira conclusiva: Mateus e Levi são uma e a mesma pessoa.

3. Existem outras interpretações disponíveis acerca da identificação de Mateus, o publicano, mas elas se caracterizam ou por serem fantasiosas demais, ou por não apresentarem nenhum indício de prova concreta.

4. Outro elemento interno que chama nossa atenção é a concordância entre a atenção dedicada aos detalhes, algo essencial à função de Mateus como coletor de taxas, e a forma metódica como ele organizou o material em seu evangelho, algo que já foi discutido em detalhes em estudos anteriores.

5. Outra característica que nos chama a atenção é que, Mateus é o único dos evangelhos sinóticos que na narrativa acerca da controvérsia sobre o pagamento do tributo — Mateus 22:15—22; Marcos 12:13—17; Lucas 20:20—26 — chama, a princípio, a moeda utilizada para tal de νόμισμα — nómisma  — que é traduzida por moeda do tributo e cujo sentido literal é moeda estatal, enquanto Marcos e Lucas se referem à mesma como sendo apenas δηνάριον — denárion — era também uma moeda romana de parta usada para remunerar um dia de trabalho.

Concluído podemos afirmar que não existem questões objetivas e prova práticas que nos conduzam a rejeitar as fortes evidências externas a favor do fato que Mateus, o publicano, foi o autor do evangelho que leva seu nome. As provas internas também ajudam a corroborar nossa conclusão nesse sentido. Reconhecemos que tal conclusão é limitada por cauda das fontes que temos disponíveis, o que possibilita o surgimento de inúmeros argumentos e especulações diversas. Muitos estudiosos modernos rejeitam a autoria apostólica do Evangelho de Mateus, mas não têm nada melhor para nos oferecer.

OUTROS ESTUDOS ACERCA DA INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — PARTE 001 — INTRODUÇÃO GERAL AOS EVANGELHOS — ESTUDO 001

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — PARTE 002 — A FORMA LITARÁRIA DOS EVANGELHOS

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — PARTE 003 — MOTIVOS PORQUE OS EVANGELHOS FORAM ESCRITOS

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — PARTE 004 — O LUGAR OCUPADO PELOS QUATRO EVANGELHOS NO NOVO TESTAMENTO

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — PARTE 005 —  A MELHOR FORMA DE ABORDAR OS QUATRO EVANGELHOS

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 006 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 001

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 007 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 002

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 008 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 003

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 009 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 004

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 010 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 005

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 011 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 006

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 012 – INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 007

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 013 — INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 008

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 014 — INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — INTRODUÇÃO AO EVANGELHO DE MATEUS — PARTE 009

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 015 — INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — MATEUS — PARTE 010 — AUTOR — PARTE 002

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 016 — INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — MATEUS — PARTE 011 — DATA DA COMPOSIÇÃO
http://ograndedialogo.blogspot.com.br/2017/03/introducao-ao-novo-testamento-estudo_3.html

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO — ESTUDO 017 — INTRODUÇÃO AOS EVANGELHOS — MATEUS — PARTE 012 — IDIOMA ORIGINAL


Que Deus abençoe a todos.

Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

Os comentários não representam a opinião do Blog O Grande Diálogo; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário