quinta-feira, 24 de julho de 2014

MÉDICO NORUEGUÊS NARRA O QUE VIU EM GAZA NOS ÚLTIMOS DIAS


Resultado de imagem para socorrista atende criança na faixa de gaza
Socorrista atende criança na faixa de Gaza 

O número de mortos em Gaza se aproxima dos 600 assassinatos cometidos pelo genocida Estado de Israel, Estado esse que alega que 27 dos seus cidadãos foram mortos no mesmo período. Ou seja, uma razão de 21,11 palestinos mortos para cada israelense — 570/27. A última contagem de mortos está em 780 palestinos contra 37 israelense. Fica, realmente, muito difícil qualquer pessoa honesta acreditar que Israel é a vítima nessa imoralidade toda.

Operation Protective Edge-11-Mads.Gilbert
Dr. Mads Gilbert com uma jovem vítima das Forças de Ataque de Israel que os judeus consideram “o exército mais ético do mundo” durante a operação Protective Edge — Limite Protetor — de Julho de 2014.

A carta abaixo foi escrita de Gaza pelo médico voluntário norueguês Dr. Mads Gilbert, PhD e professor e chefe da Clínica de Emergência do Hospital Universitário no norte da Noruega. O Dr. Mads escreve:.

Queridos amigos

A noite passada foi terrível. A invasão por terra da faixa de Gaza pelas forças de Ataque de Israel resultou numa multidão de pessoas aleijadas, arrebentadas, sangrando, tremendo de frio e morrendo — isso inclui todo tipo de palestinos feridos, de todas as idades, todos civis, todos inocentes.

Os heróis que dirigem as ambulâncias e todos os hospitais na faixa de Gaza estão trabalhando em turnos de 12 a 24 horas, e mostram rostos cansados e estão fatigados pela carga desumana de trabalho. Os motorista de Shifa estão há quatro meses sem receber seus salários, mas mesmo assim cuidam, fazem triagens e tentam entender o caos incompreensível causado pelos corpos, tamanhos, partes de corpos humanos, pessoas capazes de andar ou que não são capazes de andar, pessoas que estão respirando ou que pararam de respirar, pessoas sagrando e pessoas que não estão sangrando. Em uma palavra: HUMANOS! SERES HUMANOS! Mas todos esses seres humanos estão NOVAMENTWE sendo tratados como ANIMAIS por um grupo fardado de assassinos que se considera “o exército mais ético do mundo”. Existe mesmo algo muito doentio na mentalidade israelense.

Meu respeito pelos feridos é infinito, por causa da determinação contida que demonstram em meio a dor, a agonia e o choque. Minha admiração pelos auxiliares e voluntários também é infinita. Minha proximidade com os “sumud” palestinos — pessoas que estão arraigadas na terra — me dá forças, apesar de que existem momentos em que eu quero gritar, seguram firme em alguém, chorar, cheirar a pele e os cabelos de uma criança “morna” coberta de sangue, e nos proteger a nós mesmos num abraço sem fim — mas nós não podemos nos dar a esse luxo e nem eles também.

Rostos cinzentos — Oh! Não! Não outro grupo de dezenas de aleijados e ensanguentados, que criam um verdadeiro lago de sangue no chão da sala de emergências. Pilhas de bandagens encharcadas de sangue pingando que precisam ser removidas e trocadas — Oh! — o pessoal da limpeza, por todos os lados, limpando o sangue e recolhendo bandagens, pele humana, cabelos, roupas e cânulas — as sobras da morte — tudo levado embora para que possam estar prontos novamente para repetir, outra vez, todo o processo.    

Mais de 100 casos chegaram em Shifa nas últimas 24 horas que é uma quantidade de vítimas que deveriam ser atendidas em um grande hospital bem equipado, mas aqui, — não temos quase nada: falata eletricidade, água, materiais descartáveis, remédios, mesas para cirurgias, instrumentos cirúrgicos, monitores — tudo está enferrujado e parecem objetos de algum museu hospitalar de dias passados. Mas as pessoas aqui não reclamam, esses heróis. Ele seguem adiante, como guerreiros, indo ao encontro do problema com uma resolução enorme.

E enquanto escrevo essas palavras para vocês, sozinho em uma cama, minhas lágrimas correm, lágrimas mornas, mas inúteis de dor e tristeza e medo. Digo a mim mesmo: isso não está acontecendo!
E então, agora mesmo, a orquestra da máquina de guerra de Israel dá início a sua nefasta sintonia, outra vez: tiros de artilharia pesada vindos do mar dos barcos de guerra israelenses, o barulho ensurdecedor dos caças F-16, o barulho doentio dos drones — são chamados pelo árabes de “Zenanis” os murmuradores — além do inúmeros helicópteros apaches. A vasta maioria desse material foi fabricado e servido pelos Estados Unidos da América para Israel.

Sr. Obama — você tem um coração?

Eu te convido — venha passar uma noite — apenas uma noite junto conosco aqui em shafir. O senhor poderia vir disfarçado com alguém da limpeza, talvez.

Eu tenho plena convicção que sua atitude poderia mudar a história.

Ninguém que tenha um coração U detenha poder conseguiria se afastar das imagens de uma noite em Shifa, sem assumir a determinação de dar um fim a essa matança do povo Palestino.

Mas os indivíduos sem coração e sem misericórdia já planejaram outra “dahyia” — a doutrina da Dahyia é uma estratégia militar estabelecida pelo general israelense Gadi Eizenkot e diz respeito a uma guerra assimétrica em áreas urbanas, na qual o exército, de forma deliberada, procura destruir a infraestrutura civil, como um meio de infligir enorme sofrimento na população civil para estabelecer a detenção de todos. 
Os rios de sangue continuarão correndo hoje a noite. Eu posso ouvir os assassinos afinando seus instrumentos de morte.

Por favor, façam o que for possível. Isso, ISSO não pode continuar.

Mads

Gaza, Palestina Ocupada.

Dr. Mads Gilbert, PhD.

Professor e chefe da Clínica de Emergência do Hospital Universitário no norte da Noruega.

O artigo original do Dr. Mads poderá ser visto por meio do seguinte link:


NOSSO COMENTÁRIO

Infelizmente Dr. Mads, Obama e seus acólitos são covardes demais para irem até Gaza. Eles preferem a tranquilidade e a segurança do Cairo e de Tel Aviv e com isso PROVAM que quem está na Faixa de Gaza corre grande risco de ser morto!

Nosso desejo ao publicar essa carta é ajudar, de alguma forma as pessoas, especialmente o povo chamado evangélico em geral, a entender a verdadeira situação pela qual o povo palestino está passando em Gaza nesse momento.

É nossa intenção que os evangélicos em geral parem de escrever e mostrar vídeos da propaganda israelense de como os judeus têm sofrido. Isso é uma afronta ao Deus da Bíblia que nos ensina tanto no Antigo quanto no Novo Testamento o seguinte:

Deuteronômio 10:17

Pois o SENHOR, vosso Deus, é o Deus dos deuses e o Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e temível, que não faz acepção de pessoas, nem aceita suborno.

Colossenses 3:25

Pois aquele que faz injustiça receberá em troco a injustiça feita; e nisto não há acepção de pessoas.

Portanto Israel que se prepare para o dia do Grande Deus!

Para aqueles que ainda duvidam, quem é a verdadeira vítima nessa aberração basta lembrar o número de mortos até 22 de Julho de 2014:

Palestinos mortos = 570

Israelenses mortos = 27

Palestinos feridos = 3.350

Israelenses feridos = número desconhecido.

Fonte CBS News:


Que Deus abençoe a todos e continuemos orando por PAZ e JUSTIÇA na PALESTINA OCUPADA.

OUTROS ARTIGOS SOBRE ISRAEL


























Alexandros Meimaridis

PS. Pedimos a todos os nossos leitores que puderem que “curtam” nossa página no Facebook através do seguinte link:


Desde já agradecemos a todos.

Um comentário:

  1. Muito triste.....vamos assumir nossa posição de intercessores!!

    ResponderExcluir